Simulador online ISV 2007/2008 importados usados

Este simulador está desactualizado e apenas existe para referência.
Clique aqui para utilizar o simulador válido para este ano.

No dia 12 de Outubro de 2007 foi apresentada a proposta do Orçamento do Estado para 2008.
O Orçamento do Estado estipula, entre diversas outras coisas, as novas taxas de imposto aplicadas aos veículos automóveis, a vigorar a partir de 2008. Como o próprio nome indica, é uma proposta, pelo que está sujeita a alterações.

Aqui encontra os novos valores, conforme indicados nessa mesma proposta.

Actualização: em 31 de Dezembro de 2007 foi publicado em Diário da Republica o Orçamento do Estado para o ano 2008. Os valores da proposta apresentada em Outubro não foram alterados pelo que os valores e as simulações aqui obtidas estão em consonância com os valores definitivos aplicados em 2008.

Com este simulador pode saber quanto é que o seu carro importado usado vai pagar de impostos a menos ou a mais em 2008 em comparação com 2007. Carros de maior cilindrada vão pagar significativamente menos impostos, desde que tenham baixas emissões de CO2. Introduza os dados pedidos e faça as contas, pois os resultados variam bastante caso a caso.

Poderá demorar algum tempo a carregar. Se não conseguir visualizar ou tiver problemas, experimente utilizar um browser alternativo ao Internet Explorer, como por exemplo o Firefox (gratuito) que é geralmente mais fiável, menos problemático, além de ter menos erros de apresentação (como algumas células cortadas que vê em baixo). .

12.10.2007. 21:35

Marshall em 15.05.2008. 14:27

Penso comprar um Citroen C4 novo em Espanha por 17500 e legalizá-lo passado 6 meses. É possível?
Tenho de ter residência em Espanha para efectuar a compra e para eventual emissão de matricula?
Há quem tenha o carro 6 meses parados em Portugal e só depois é que legaliza.
Tem de ter um certo número de quilómetros passado os 6 meses?

FD em 06.05.2008. 11:10

Faz uma primeira inspecção, obrigatória para a poder legalizar, para atribuição de matrícula e depois anualmente no aniversário da primeira matrícula (de origem).

A primeira inspecção é diferente pois tem como principal objectivo atestar que o veículo que pretende legalizar está conforme com a documentação apresentada - não tem qualquer dístico para colocar no pára brisas.

Nelson Veiga em 05.05.2008. 16:40

Pretendo importar uma Renault laguna com menos de 4 anos de um país da UE, a minha questão é se para a legalizar em Portugal preciso de fazer uma Inspecção ou se só farei a mesma quando o veículo perfazer os 4 anos (1.ª Inpecção)e, se é obrigatória afixação no vidro da respectiva inspecção e sua validade. Obrigado

FD em 29.04.2008. 12:48

Resposta a Bullit em 26.04.2008. 22:43:

Sendo considerado/a cidadão português não pode conduzir veículos de matrícula estrangeira, excepto por motivos de força maior (avarias, doença, etc.), mesmo sendo o proprietário seu parente.

Bullit em 26.04.2008. 22:43

Boa noite!

Parabéns pelo site!
Está muito bem estruturado e ja´me ajudou muitas vezes.
A minha duvida é a seguinte:

Tenho a nacionalidade francesa e o BI frances, mas vivo ca em portugal e a minha carta tambem é portuguesa.

Gostava de saber se posso conduzir o carro do meu avô com matriculas francesas, pois ele tem carta francesa.



Obrigado.

cumps.

FD em 08.04.2008. 11:04

Cá em Portugal apenas precisa de:
- documento de identificação do veículo (livrete)
- declaração de venda

Se vai comprar a um particular não deverá ter o COC, que facilita bastante o processo de legalização. A marca pode sempre emitir um se tiver dificuldades, mas o custo pode ascender a várias dezenas de euros.

Na falta do COC terá que ir ao IMTT e pedir a ficha de homologação, apresentando o documento com as características do veículo (livrete espanhol).

oscar em 05.04.2008. 22:38

Pretendo comprar um carro usado a um particular em espanha, qual sera a documentação necessaria para o processo de legalização. como tenho conhecimento que a pessoa a quem compro o carro ja pago o iva...
obrigado

FD em 03.04.2008. 10:30

Os 20 dias contam-se a partir da data de entrada em Portugal. A data de entrada indicada por si presume-se como sendo feita de boa fé, mas o ónus da prova pode recair sobre si, ou seja, hipoteticamente teria que provar que há 20 dias úteis o carro não estava em Portugal.

As condições das matrículas de exportação variam bastante consoante o país. Se transportar o carro de reboque nem precisa de matrículas de exportação. Mas sim, desde que se mantenha a validade da matrícula, pode circular sem qualquer problema.

Paulo em 02.04.2008. 06:29

Duas questões:
1) Qual a data que conta para contabilizar os 20 dias que o veiculo pode circular, a data de entrada ou a data da compra? Se é da entrada em Portugal como garantir isso, uma vez que muitas fronteiras são livres?

2) Deram-me informação que há matrículas para exportação com validades de 1,2,3,6 meses. Sendo isto verdade, posso circular pelo resto da europa ou simplesmente estacionar o carro numa garagem em espanha durante esse período sem problemas?

FD em 01.04.2008. 12:35

Resposta a Nunes em 27.03.2008. 14:57:

Está a introduzir o valor das emissões no campo destinado aos veículos a gasolina.
O valor correcto é 4,825.13€.

FD em 01.04.2008. 12:03

Resposta a J. Lima em 25.03.2008. 19:04:

A medição das emissões de CO2 é feita na inspecção para atribuição de matrícula, num qualquer centro de inspecções. Sugiro que faça a inspecção primeiro e depois decida se compensa fazer a legalização, e se sim, se pelo método normal ou alternativo.

FD em 01.04.2008. 11:57

Resposta a Dulce em 24.03.2008. 21:37:

O valor está correcto, o valor de compra no país de origem apenas é utilizado para que possa ter uma ideia do custo total do carro em Portugal (e possa comparar com os usados nacionais).

FD em 01.04.2008. 11:14

Resposta a CS em 19.03.2008. 20:46:

Obrigado. :)

A adaptação a GPL tem que ser feita antes do pagamento do ISV. Por outro lado, essa adaptação tem que vir mencionada na documentação do veículo. Ou seja, na prática, sim, a adaptação terá que vir feita do país de origem e inscrita no livrete do carro.

Depois da entrada em Portugal, tem 20 dias úteis para dar entrada do processo de legalização na alfândega.

FD em 01.04.2008. 10:27

Resposta a fernando j batista em 17.03.2008. 15:51:

A variação entre o imposto pago aquando da matrícula e o imposto pago anualmente varia muito consoante os carros e as suas características. Os novos ISV e IUC poderão tributar mais um carro em relação ao IA/IMV apenas e só de acordo com a cilindrada e as emissões de CO2. Não é linear que um carro depois de Julho de 2007 pague mais de IUC e menos de ISV: pode pagar mais de ambos.

O desconto atribuído a veículos novos por entrega de veículos em fim de vida é no mínimo 1.000€ (mais IVA) e nunca 400€.

Nunes em 27.03.2008. 14:57

Queria importar um BMW serie 3 (320d com 1995cc, 128g/km, 177cv) e que terá entre 6 meses a 1 ano. Terá à chegada a Portugal mais de 6000kms. Segundo a simulação pago apenas 3.055.00€ de imposto, o que acho muito pouco para um veículo com estas características.
Estarei a simular correctamente os valores ou escapou-me alguma coisa?
Se me pudesse ajudar agradecia imenso.

FD em 27.03.2008. 11:01

Resposta a Dulce Rodrigues em 11.03.2008. 18:56:

Atenção que só pode circular em Portugal com um carro de matrícula estrangeira desde que seja propriedade sua (ou de um seu familiar) ou seja legítimo detentor do mesmo (ALD, créditos, etc.).

Se conduzir um carro de matrícula estrangeira que não está em seu nome, e não é de um familiar, está em situação ilegal.

J. Lima em 25.03.2008. 19:04

Boa tarde. Se eu quiser importar um clássico, do qual não existem informações oficiais acerca das emissões de CO2, como é feito o cálculo?

Cumprimentos

Dulce em 24.03.2008. 21:37

Boa noite, utilizei o simulador para calcular o valor que tenho de pagar para legalizar um Nissan Micra K12 de 2005 (Abril) 1.461 cc 5 portas, 125g/km Co2 que tem o valor actual de usado em Espanha de aprox. 10.000€. O valor a pagar de ISV é 1.902€. Gostaria de saber se este valor está correcto já que na 1ª simulação que fiz, por erro, deixei 15.000€ como estava no exemplo, e o valor de ISV era exactamente o mesmo.
Muito obrigada.
Dulce

CS em 19.03.2008. 20:46

Boas!
Felicito desde ja o bom trabalho neste site.. Os meus parabens!

Eu estou a pensar adquirir um veiculo na alemanha. Este tem 2.0 de cilindrada, 240 CO e tem a volta de 10 anos! Falta referir que funciona a gasolina! No simulador, ao selecionarmos a opçao de GPL ha um benef muito grande no preço a pagar. Duas duvidas:

Possu adquirir o veiculo la sem o equipamento de Gpl, equipando-o ca, e de seguida fazer a legalizaçao?

Depois da compra há algum periodo para o legalizar?

Um abraço e mais uma vex felicito o vosso trabalho

fernando j batista em 17.03.2008. 15:51

Gostaria que houvesse alguém que me elucidasse na seguinte questão: pretendo comprar um Honda Civic Híbrido 1400cc pelo que me foi dado a entender o imposto a pagar ronda os 100€ ou seja 50€ da cilindrada mais 50€ de emissão de Co2.
Ora a questão é a seguinte este veiculo em causa pagou até Julho de 2007 50,29€ de imposto de circulação como é possível o imposto actual se o valor do IA no acto da compra não sofreu alteração ou seja o carro actualmente não está mais barato e alem de que o valor máximo a abater por destruição de um veiculo usado é cerca de 400€ quando a alfandega emitiu um documento que autoriza a amortização de IA igual a 1000€.
Pondo isto gostaria de saber onde está o logro se no vendedor que não está a efectuar os abatimentos respectivos ou se está na lei que pretende dividir em fracções o IA e não procede ao abaixamento do respectivo IA.

Dulce Rodrigues em 11.03.2008. 18:56

Olá, Muito obrigada pela informação. Acontece que o "meu" carro está em nome de outra pessoa, ou seja, os 12 meses só começam a contar quando o mesmo passar para o meu nome. De qualquer forma, posso circular com ele durante este periodo, enquanto não tiver rendimentos em Portugal e depois legalizar o carro, não é? E não tenho mesmo que pagar nada? É que quando a esmola é muita o cego desconfia...;-)
Muito obrigada outra vez e cumprimentos. Dulce

FD em 11.03.2008. 13:25

Resposta a Dulce Rodrigues em 11.03.2008. 10:50:

Se não reside de forma definitiva em Portugal (mais de 183 dias por ano) e não aufere rendimentos em Portugal, pode circular com um carro de matrícula estrangeira em território nacional.

Quando se mudar definitivamente poderá legalizar o carro sem ter que pagar impostos. Mais informações aqui:
http://impostosobreveiculos.info/forum/viewtopic.php?id=33

Dulce Rodrigues em 11.03.2008. 10:50

Bom dia,
Desde 2000 que resido em Espanha. agora voltei a Portugal (se bem que ainda tenho residência espanhola até 2010). Gostaria de trazer o meu carro para cá. Creio que enquanto não estiver a descontar aqui posso circular com matricula espanhola, verdade? De qualquer forma gostaría de o legalizar e para tal venho pedir a sua ajuda no sentido de saber quanto me custaria fazê-lo. O carro é um Nissa Micra gasóleo 5portas 1.50, cilindrada (4/1461) de 09/04/2005, em 2005 em espanha custou cerca de 15.000€. Já tentei utilizar o simulador mas não sei exactamente a emissão de Co2 que tem. Muito obrigada pela sua ajuda.

FD em 05.03.2008. 11:14

Resposta a jose carlos em 04.03.2008. 23:20:

Sim, porque em cada aniversário do carro o desconto dado aumenta. Mas terá que inicializar a legalização depois do dia exacto da matrícula e não do mês.

FD em 05.03.2008. 10:03

Resposta a Vasco Ribas em 04.03.2008. 12:56:

Em Julho de 2007 a componente ambiental do imposto - a parte do imposto que é cobrada de acordo com as emissões de CO2 - representava 30% do valor total do ISV a cobrar.

Em Janeiro de 2008 essa componente ambiental passou de 30% para 60% fazendo com que a cilindrada deixasse de ter tanta importância no cálculo do imposto, passando as emissões de CO2 a ter maior peso.

Na prática, isto quer dizer que carros com cilindradas altas e baixas emissões de CO2 foram beneficiados e, carros com baixas cilindradas e emissões de CO2 mais elevadas foram penalizados.

Existem duas formas de legalizar um automóvel: método normal, utilizando o simulador aqui presente para calcular o ISV a pagar, e o método alternativo.

No método alternativo, a cilindrada e as emissões de CO2 não são consideradas no cálculo do ISV a pagar, mas sim a idade do carro, o estado do mesmo (aqui deverá incluir-se a tal história dos extras, se bem que a meu conhecimento não é assim tão valorizada), o preço em novo em Portugal, o valor de IA/ISV pago quando em estado novo e a actual cotação no mercado de usados. Normalmente, varia muito de caso para caso, o método alternativo é compensador em carros mais antigos.
De qualquer forma, também existe um simulador para saber qual o método mais compensador:
http://impostosobreveiculos.info/inicio/importacao-e-legalizacao-de-automoveis-usados-pelo-metodo-alternativo/

jose carlos em 04.03.2008. 23:20

Boa noite;
Se comprar um veiculo com matricula do mês 06 de 2004 e pretender legalizar o veiculo agora( Março) será mais caro do que legalizar somente no mês de matricula?

Obrigado

joão c em 04.03.2008. 18:16

fico muito agradecido pela sua resposta.
cumprimentos e bons negocios.

Vasco Ribas em 04.03.2008. 12:56

Caro Sr. FD,

Tenho duas dúvidas, que agradecia que me esclarecece:

1. Qual a diferença nos impostos entre o pós Julho 2007 e o Janeiro 2008? Provavelmente por minha ignorância ainda não consegui entender!

2. Acabei de importar uma 320d Touring de Jan. 2006 e vou iniciar o processo de legalização. Disseram-me que era possivel baixar o imposto, informando a Alfandega da quantidade de extras que o Automóvel possui. Isto corresponde à verdade? Qual será então o procedimento?

Agradeço a sua ajuda.

Cpts,

Vasco Ribas

FD em 04.03.2008. 11:02

Resposta a Joao C em 03.03.2008. 23:51:

Assim que compre um carro terá que pedir matrículas de exportação. Estas matrículas (fundo branco, letras pretas e uma barra vermelha à direita) existem normalmente para entrega imediata nos stands. Se vai comprar a um particular terá que pedir estas matrículas numa entidade específica chamada Zulassungsstelle que em português quererá dizer algo como "Centro de Registos".

O meu conselho vai no sentido de fazer tudo num stand, fica muito mais fácil.

FD em 04.03.2008. 10:17

Resposta a Miguel Pereira em 03.03.2008. 22:10:

A não ser que seja um todo o terreno comercial (até 3 lugares) os valores a pagar de ISV são os indicados pelo simulador. Não há nenhuma taxa especial que distinga um carro normal de um 4x4.

Não se esqueça também do IUC a pagar anualmente, que pode ser bastante elevado nos jipes.

Ou seja, não está a fazer nada mal, os valores a pagar pelos 4x4 deverão ser elevados por natureza, no entanto, se quiser adiantar a cilindrada e os valores de CO2 eu posso-lhe confirmar os resultados.

<< Primeira < Anterior [2 / 5] Seguinte > Última >>