Simulador IUC 2024

Nesta página: simulador que calcula o IUC a pagar às Finanças (Autoridade Tributária) em 2024 por ligeiros de passageiros.
Qual o país da primeira matrícula?

Lista países da UE/EEE
Data da primeira matrícula?
Resultado da simulação IUC
impostosobreveiculos.info
Os resultados da simulação aparecerão aqui.
Porém, ainda não preencheu todos os dados necessários para que a simulação possa ser feita.
Dúvidas ou perguntas?

IUC comerciais, IUC motos

Ajuda para fazer a simulação

Este simulador é para carros ligeiros de passageiros. IUC a pagar por outros veículos: comerciais, motos.
Com a reforma da tributação do imposto automóvel, o cálculo foi mudado em Julho de 2007. Todos os carros matrículados antes de Julho de 2007 pagam IUC de acordo com critérios diferentes dos que foram matriculados a partir de Julho de 2007.

Passo 1 - apenas deve mudar este campo se o carro foi importado usado de um país que não pertence à UE ou ao EEE. Se não sabe se foi ou não, pode consultar no livrete ou no Documento Único Automóvel (DUA ou certificado de matrícula) o país da primeira matrícula do carro - procure pelo que está inscrito no campo Z.3 (Anotações especiais).
Relembro que a partir de 2020 o ano que conta para o IUC é o da primeira matrícula, caso o carro tenha sido matriculado pela primeira vez num país da UE ou do EEE. Quando o automóvel é importado de outro país qualquer, a data que conta é sempre a da matrícula portuguesa.

Ficou com dúvidas? Consulte a seguinte página: respostas às dúvidas mais comuns sobre a mudança na cobrança dos carros importados usados anteriores a Julho de 2007.

Passo 2 - se não sabe qual o ano da matrícula do carro, deve consultar o livrete ou o Documento Único Automóvel, é aí que encontra essa informação: procure pelo campo I.
Se conhece a matrícula mas, não sabe ou não tem a certeza de qual é o ano da matrícula portuguesa, veja aqui.

A opção WLTP apenas deve ser escolhida quando a homologação do carro tenha sido feita pela norma WLTP. Para os restantes casos, deve escolher a opção NEDC.

Passo 3 - se não sabe qual a cilindrada do carro, deve consultar o Documento Único Automóvel, é aí que encontra essa informação: procure pelo campo P.1.
Normalmente, nas designações dos carros, a cilindrada é representada por litros em vez de centímetros cúbicos, para saber quais os cm3 de um litro basta multiplicar os litros por 1000. Assim, 1 litro serão 1.000cm3, 1,5L serão 1.500cm3, 2L serão 2.000cm3, etc.

Passo 4 - se não sabe quais são as emissões de CO2 do carro, deve consultar o Documento Único Automóvel, é aí que encontra essa informação: procure pelo campo V.7.
Se não tem acesso ao DUA, considere a seguinte tabela indicativa, apenas para ter uma ideia (não são valores exactos!), se for WLTP acrescente ~20% aos valores indicados:

Tabela indicativa de emissões de CO2 consoante o tipo de carro
Tipo de carro CO2 Gasóleo CO2 Gasolina
Pequenos (ex. Clio) 90 a 110 100 a 130
Médios (ex. Golf) 90 a 110 110 a 140
Grandes (ex. Mercedes E) 110 a 130 140 a 180
SUV (ex. Qashqai) 100 a 120 120 a 140
SUV grande (ex. BMW X5) 140 a 160 200 a 250
As emissões de CO2 são proporcionais à quantidade de combustível que um carro consome: mais consumo, mais emissões de CO2. Assim, modelos menos eficientes, mais antigos ou, mais pesados ou, com mais potência, serão aqueles com mais emissões de CO2. Os exemplos acima indicados são os mais favoráveis dentro de cada segmento.

Pode também consultar uma lista de emissões de CO2 dos motores mais comuns ou, a base de dados de emissões de CO2 de todos os modelos.

Passo 4 - Se tiver problemas ou dificuldades, pode descreve-los usando a caixa de comentários mais abaixo.

Saber se é NEDC ou WLTP

De forma muito simples, para não complicar, NEDC e WLTP são métodos de medir as emissões de CO2.
Como saber se um carro é NEDC ou WLTP? Vendo a documentação do carro - DUA, COC, manual, sítio do fabricante, etc.
Se a documentação não estiver disponível, em geral é assim (pode haver excepções):

O mesmo carro (modelo/versão) pode ter sido medido pelos dois métodos mas, só pagará consoante aquele com que foi matriculado - acontece especialmente nos carros vendidos em novo nos anos 2018 e 2019 (não se aplica a carros vendidos novos noutros anos).
Na dúvida, simule pelos dois métodos para ficar com uma ideia de ambos os valores.
Tenha em atenção que as emissões pelo método WLTP são sempre mais elevadas, cuidado para não cometer o erro de simular pelo método WLTP com os valores de CO2 do método NEDC - os valores e os escalões são sempre diferentes pelo que se cometer este erro o resultado da simulação poderá estar incorrecto.

Outras informações que poderão ser do seu interesse

Declinação de responsabilidade

Este simulador, como o próprio nome diz, simula o cálculo de IUC a pagar por um automóvel ligeiro de passageiros, novo ou importado usado.
O cálculo está de acordo com a legislação em vigor, é verificado constantemente, que eu tenha conhecimento tem uma exactidão de 100%, no entanto, é feito com a introdução de dados pelo utilizador, que poderão estar incorrectos ou mal introduzidos, poderá não calcular correctamente situações não previstas e poderá ter erros não intencionais, pelo que aconselho sempre a confirmar, apenas numa última instância imediatamente antes de comprar ou importar qualquer veículo, junto da Autoridade Tributária e Aduaneira, os valores aqui dados.
Se encontrar alguma disparidade, agradeço que me avise, usando para tal o formulário para comentários que encontra mais abaixo.

Dúvidas, problemas ou sugestões

Se tiver uma dúvida, um problema ou quiser fazer uma sugestão, use por favor a caixa de comentários mais abaixo.
Estou sempre a melhorar esta página e gostava de contar com a sua ajuda. Obrigado.

10.10.2023. 15:16

Marco em 12.10.2023. 11:07

Gsuehebrridbdbdidn bsjdodkdd. Bdjdiddk jsjdiddjbedb jdjddjdj

Rds em 12.10.2023. 02:36

A única forma de acabar com abusos é matar quem governa. É a minha opinião.

Vasco Morais em 12.10.2023. 00:58

Vou pagar quase 300€ por um carro de 1991 só porque é 2000cc?
Devem estar a brincar comigo

Miguel em 11.10.2023. 22:46

Duvido, bastante, que isto avance desta forma. Um carro que hoje paga 50 € ir pagar 350€ é altamente improvável, ainda que o aumento seja 25€ por ano. O mais provável é que o aumento seja apenas na componente CO e não na cilindrada, até porque esta já foi aplicada de forma diferenciada a partir de Julho de 2007 porque força da criação do ISV em substituição do IA que era mais elevado. Resumindo, os carros ficaram mais baratos (+-) pela via fiscal mas o novo imposto sobre a cilindrada passou a ser mais elevado porque a intenção era que o ISV fosse pago ao longo da vida útil do veículo.
Mas o estado nada perdeu porque foi criado o imposto sobre o CO que compensou largamente a redução do ISV em comparação como IA.
E é este imposto sobre o CO que o Estado quer agora aplicar também aos veículos mais antigos, julgo eu. E, se assim for, um carro com 2000 cm3, a gasóleo, com uma taxa de CO inscrita no DUA de 200 gr, vai pagar 206€ de CO mais os actuais 45,13€ da cilindrada.
E para haver um mínimo de equidade é preciso que as tabelas tenham em consideração que quanto mais antigo o carro maior o valor de CO, pelo que não se devem aplicar directamente as tabelas actuais.
Mesmo assim é um absurdo.
Parece-me ser esta a interpretação que, de momento, se pode retirar do que se sabe sobre o OE, porque apenas se fala sobre a aplicação do imposto de CO aos carros anteriores a 2007.
De qualquer forma tenho muitas dúvidas que seja constitucional que o Estado aplique retroactivamente uma lei fiscal.
Aguardemos para ver.

RuiP em 11.10.2023. 20:53

Ou seja, a grande parte das pessoas que têm carros antigos é pq não têm dinheiro para investir em novos (e pagar as despesas dos novos). E o que faz o governo? Taxar as pessoas que não têm dinheiro.

Vai ser tão caro ter um carro velho como um novo.

Como se isso não fosse idiota o suficiente, esta medida foi criada para compensar os "descontos" que vão ser aplicados em autoestradas que ninguém usa.

É o que acontece quando se dá maioria a um partido. É uma ditadura.

Ladrões em 11.10.2023. 20:39

Já nem o nosso carro velhinho podemos manter porque são confiáveis e querem nos obrigar a comprar carros novos e fazer créditos para computadores com rodas e encher os bolsos a alguém que bem sabemos que são.... Acho que está na hora de pormos estes fdp no terrafal.

rui em 11.10.2023. 18:19

https://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT117993

Marco em 11.10.2023. 15:54

Como entusiasta automóvel que sou, tenho alguns carros que vou alternando o seu uso, entre eles:

Mercedes 300 Turbo Diesel - Ano: 1989 - IUC: 20€ passa a 520€ (aumento de 2500%!)
Volvo 960 Turbo - 1992 - 75€ passa a 220€
Volvo V70 T5 - 2001 - 140€ passa a 330€

Apesar do aumento ser de 25€ por ano, não deixa de ser rídicula a medida tomada pelo estado!

Na escola ensinaram-nos a regra dos 3 R's, reciclar, reutilizar e reduzir, que foi o que fiz ao investir tempo e dinheiro para manter estes carros na estrada (uns herdados, outros salvos da sucata) mas pelos vistos o estado português e a malta ambientalista esqueceram-se disso! Será que o impacto ambiental deve ser medido apenas e só com o veículo em circulação? E a pegada feita com a produção e o abate dos veículos, é desprezada? Este aumento abrupto de IUC, assim como a cobrança ILEGAL de ISV de veículos usados provenientes de União Europeia são 2 formas de o Estado ir ao bolso do contribuinte português de forma a transformar o automóvel, considerado por muitos um meio de liberdade, um luxo que no futuro muitos não conseguirão pagar! A forma de destinguir um carro mais poluente de um carro menos poluente é nas bombas, visto que a quantidade de combustível queimado por estes está diretamente relacionado com a quantidade de gases que são expelidos pelo cano de escape - combustíveis esses que estão a par com os dos mais caros na europa!
Como eu, existem pessoas que não sentem que a troca de automóvel seja imperativo de X em X anos, pois sentem o carro adequado às suas necessidades diárias e não se querem enterrar em créditos, basta passar num meio rural para se ver carros com idade superior 25 anos com alguma frequência, carros esses usados esporadicamente. Contudo, é óbvio que a maioria da população gostaria de ter um automóvel mais recente mas não têm possiblidades para tal! Se a idade média do automóvel está acima da média europeia, está relacionado com a alta carga fiscal, preços dos usados inflacionados (por grande culpa do ISV e da ganância dos comerciantes) que aliados aos salários baixos impossiblitam as pessoas de adquirir carros mais recentes. Se querem que as pessoas utilizem menos o automóvel, toca a investir em medidas como o reforço dos transportes públicos, que são deploráveis!

Uma medida IMORAL, que não considera a idade do automóvel e a sua desvalorização de valor de mercado, tomada sem qualquer noção da realidade do país, medida que vai resultar no abate de muitos carros em ordem de funcionamento e onde a desigualdade social será cada vez mais acentuada visto que um automóvel novo comprado por 150.000€ terá o mesmo valor de imposto de circulação de um automóvel com 30 anos, com um valor comercial de 2.000€.

Caros ambientalistas, porque é que em vez de se preocuparem com os tubarões, como os navios e aviões, se preocupam com os automóveis que fazem parte de um grupo de peixes pequenos? Sendo eu Engenheiro Automóvel, reconheço que existe um problema ambiental relacioando com a área, mas a solução para tal será o abate dos milhôes de carros relativamente antigos em circulação? Existem poluentes bem mais agravantes que o automóvel, como por exemplo os cruzeiros, cujo único propósito é o lazer...

Aproveito e deixo o agradecimento a quem criou e mantém esta página, uma ferramenta bastante útil para quem quer trocar / importar um automóvel.

Alberto em 11.10.2023. 15:21

Saber aumento

Alberto em 11.10.2023. 15:20

Saber aumento

Afonso em 11.10.2023. 14:19

Boa tarde,
não consigo perceber estes valores para carros com matricula anterior a 2007. Tenho um BMW antigo de 2002 com 3000 de cilindrada ao qual este ano paguei um IUC de 70 €, qual é o valor que terei que pagar de IUC para o ano? Fiz a simuação e deu-me mais de 500 €! Isto é possível?

Paulo Micaela em 11.10.2023. 13:37

Sendo que o meu BMW 530d pagou em 2003 o ia na totalidade subir o iuc representa uma ilegalidade pois apenas compramos o que conseguimos manter e depois de velho e saber com o que conto vem o estado roubar-me ?
É legal ?

Rodrigo em 11.10.2023. 11:59

Bom dia Filipe

Mas os clássicos certificados já não pagam qualquer imposto. Supostamente vai continuar assim

Abilio em 11.10.2023. 11:34

Bom dia Filipe.

Segundo o OE2024, será um aumento anual de 25€ até atingir o valor de 218,64€ que lhe dá.
Exemplo:
2023 paga 45€
2024 para 70€
2025 paga 95€
e assim sucessivamente.

Creio que o pessoal se deveria organizar. Há situações que são aberrantes, como o caso dos clássicos que pouco ou nada circulam / poluem e vão pagar como se de um carro de uso diário se tratasse...

Filipe em 11.10.2023. 11:07

Como a simulação diz 218,64€ e depois em letras pequenas diz aumento de 25€ relativamente a 2023 quando eu paguei apenas 45€...não percebi, poderia ajudar. obrigado

<< Primeira < Anterior [4 / 4] Seguinte > Última >>

Escrever um comentário ou colocar uma dúvida

POR FAVOR leia a página toda antes de fazer perguntas que já estão respondidas no texto principal! Obrigado.

:

:

:


Estamos em 2024, para o ano vamos estar em que ano?

Por uma questão de rapidez na resposta e de poupança de espaço, considere que as minhas respostas incluem sempre os normais cumprimentos. :)

Acerca do impostosobreveiculos.info | Contacto

Todas as informações pretendem ser de leitura clara, simples e acessível, com o objectivo de constituirem um primeiro acesso à informação pretendida.
Por essa razão, poderão não ser totalmente completas ou tecnicamente exactas. No entanto, são dadas de boa fé e com base fundamentada na legislação em vigor.
Devido ao contexto e unicidade de cada caso, sempre que necessário, todas as informações deverão ser validadas por escrito junto da entidade oficial responsável.

Todos os direitos reservados - é permitida a cópia ou reutilização de partes deste sítio desde que seja atribuída a sua origem e autoria.
Política de Privacidade e de Tratamento de Dados Pessoais