Empresas de importação de veículos

Nesta página: explico como se processa a importação de automóveis por empresas especializadas.

Existem algumas empresas que importam veículos - automóveis, motas, etc. - em seu nome e que lhe permitem aceder a um processo de compra mais descontraído e sem perda de tempo.

São especialmente indicadas para pessoas sem tempo ou paciência para todo o processo de compra e legalização.
Apresentam também como vantagem a agilização dos processos - sabem exactamente o que fazer, como fazer, têm noção dos perigos e dos riscos associados, pelo que também estará a contratar conhecimento e experiência.
Em alguns casos, até poderão ter representantes no país de origem do carro, podendo verificar o estado do mesmo e tratar do processo de compra.

Estes serviços compensam no caso de carros mais caros, onde a poupança ao comprar no estrangeiro ultrapassa os 2.000€~3.000€, e raramente compensam em carros mais baratos.

Não posso nem quero aconselhar nenhuma empresa.
Dito isto, pesquise na internet por "empresas importação carros" e, depois de ler este artigo, veja se é o que procura ou não.

Se se decidiu por contratar uma empresa destas, vou tentar ajudar. :)

Há dois tipos de procedimentos:

Empresa age em nome do comprador

Nestes casos tudo é feito em nome do comprador e a empresa apenas trata do processo. A compra no país de origem e a legalização em Portugal é feita em nome do comprador.

Pode já ter um carro definido - indica o anúncio do carro e pede para tratarem de tudo - ou pode pedir a assessoria na escolha de um, dentro do que procura.

Convém sempre que assine um contrato onde esteja claro o que é contratado, em que condições e em que prazos. Leia bem o contrato, leve-o para casa para reflectir e não assine de cruz.

Na minha opinião, nesta situação, as maiores despesas devem ser pagas directamente pelo comprador ao fornecedor, sem nunca passar pelas contas bancárias da empresa.
O pagamento do carro deve ser feito directamente pelo comprador ao vendedor e o pagamento do ISV deve ser feito directamente pelo comprador à AT, com recurso aos devidos documentos - factura ou contrato de compra e DAV/DUC, respectivamente.
Excepções a esta regra: o transporte do carro para Portugal e o reboque para a inspecção - a empresa pode ter uma "avença" com um transportador que lhe permite ter preços negociados mais baixos - e as despesas de legalização em Portugal (burocracias), as quais podem ser adiantadas à empresa apenas para não atrasar todo o processo - nunca são mais de 200€~300€.
Seja como for, sempre que pagar algo, exija um documento se vai pagar a um "fornecedor", ou um recibo se vai pagar directamente à empresa.

Se a empresa lhe pedir para transferir dinheiro para a sua conta bancária ou cheques em seu nome para pagar a compra do carro ou os impostos, suspeite, eu não aceitaria essas condições.

É natural que no início lhe peçam um sinal ou um adiantamento. Este sinal ou adiantamento não deve ser de valor significativo, uma vez que a empresa apenas vai prestar um serviço e não terá despesas de capital.

Os preços variam muito consoante o serviço fornecido - se têm representante no país de origem (implicando honorários e despesas de deslocação), se apenas tratam do processo à distância, se está em Lisboa ou num local mais remoto, se é preciso transportar o carro de um país longínquo ou de um país mais perto, etc.
Para um serviço destes não deve nunca esperar valores inferiores a 1.000€, sem quaisquer despesas.
Com despesas (transporte e burocracias), o valor total deve aproximar-se dos 2.000€ a 2.500€, dependendo muito da distância para o país de origem e da sua "pressa".

Empresa age em nome próprio

Neste caso, a coisa funciona como se fosse uma compra por encomenda.
Explica à empresa que carro procura, a empresa propõe-lhe algumas unidades dentro do que definiu, é-lhe dado um valor total de compra (sem descriminação de parcelas), entrega um sinal e espera, sem qualquer aborrecimento ou sem ter que pagar nada além do sinal.
A empresa trata de tudo e quando o carro tiver matrículas portuguesas, dali a umas 2 a 3 semanas, paga um valor final e o carro é-lhe entregue, tal como acontece quando compra um carro novo que não existe em stock.

Uma das vantagens neste caso é que não tem que pagar nada, além do sinal, sem ver o carro - o que pode ser bastante assegurador.

Outra vantagem é que, sendo a empresa a fazer tudo em seu nome, tem acesso ao mercado dos revendedores, o que lhe dá preços de revenda mais baixos, que diluem um pouco mais o custo total da importação.
Além do serviço de importação, nesta situação a empresa também lhe pode fornecer financiamento e uma garantia que cobre os principais componentes do carro.

Nestes casos o custo varia bastante consoante o carro - sendo a empresa a pagar o carro, tem que ter capital disponível para isso e assumir todos os riscos existentes - mas, para si é mais ou menos invisível, uma vez que o que lhe interessa é o valor final e nada mais.
Dito isto, regra geral, o custo total é sempre mais elevado que o caso anterior mas, a transacção é mais segura para si.

Negócios demasiado bons

Como é natural em qualquer negócio, deve ter algum cuidado com promessas demasiado boas. A título de exemplo, deixo o seguinte texto da Polícia Judiciária:

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Sul, em inquérito dirigido pelo DIAP de Faro, desenvolveu uma investigação, denominada operação “RODA BALCÂNICA”, que permitiu a localização e detenção de um homem e uma mulher, com 53 e 50 anos e com antecedentes policiais por crimes de burla qualificada e falsificação, em cumprimento de mandados de detenção emitidos pela Autoridade Judiciária.

Os factos em investigação referem-se ao aliciamento, a diferentes interessados, para a compra de viaturas automóveis de gama alta, que seriam importadas, a preços muito competitivos, para posterior legalização em Portugal.

Após receberem valores pagos pelos ofendidos, os suspeitos terão procedido à celebração de contratos em regime de leasing e de Aluguer de Longa Duração (ALD) sobre veículos de elevado valor, através de sociedade por eles constituída no estrangeiro, pagando as prestações iniciais.

Depois, entregaram os ditos veículos aos compradores, criando-lhes a convicção de que os negócios eram legítimos e de que a propriedade das viaturas lhes seria transferida.

Na sequência deste engano receberam quantias monetárias adicionais, as quais exigiram como compartida pela aquisição/legalização dos veículos.

Estima-se, até ao momento, que terão conseguido obter dos lesados, um montante de cerca de centena e meia de milhares de euros.

Na realidade, porém, os suspeitos apenas efetuaram o pagamento das primeiras prestações das viaturas, deixando de pagar as restantes.

Foram localizadas e apreendidas várias viaturas de gama alta.

Os arguidos detidos serão presentes à Autoridade Judiciária para primeiro interrogatório judicial e para a eventual aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

https://www.policiajudiciaria.pt/operacao-roda-balcanica-detencao-de-suspeitos-por-burla-qualificada-e-falsificacao/

Se tiver questões ou comentários, pode descreve-los usando a caixa de comentários mais abaixo, tentarei ajudar dentro do que puder e souber.

Agradeço qualquer participação sua, especialmente se for para corrigir ou melhor esta página. :)

12.12.2019. 11:15

FD em 20.05.2021. 10:49

@RuiP em 19.05.2021. 21:34

Se só quer pagar no final do processo é capaz de ser difícil.

RuiP em 19.05.2021. 21:34

Infelizmente nao estou a ser capaz de encontrar uma empresa que me va comprar o carro la fora e o transporte para ca.

FD em 18.03.2021. 10:25

@RuiP em 18.03.2021. 00:00

Lamento mas, por razões pessoais, não faço recomendações.

RuiP em 18.03.2021. 00:00

Alguem me consegue indicar uma empresa em conta que va buscar um carro chave na mao? Que eu pague no final do processo? Cumprimentos

FD em 01.02.2021. 11:50

@André em 01.02.2021. 06:33

Este texto fala da Suíça mas, pode ser aplicado aos EUA e ao Japão - a única diferença será a tarifa alfandegária: importar um carro da Suíça.

André em 01.02.2021. 06:33

Importar um automóvel dos EUA ou Japão é muito diferente de uma importação dentro da Europa? Que custos adicionais (mais ou menos) é que deverei esperar, por comparação aos custos de uma importação dentro da Europa?

FD em 25.10.2020. 10:48

@Jussara Linhares em 25.10.2020. 02:34

Se foi fabricado tendo como país de destino o Brasil (tendo características específicas para o país), não deverá ter COC.
Se foi fabricado tendo como país de destino a Alemanha e depois importado para o Brasil, deverá ter COC.
De qualquer forma, sim, deve sempre indagar o fabricante para saber se tem ou não COC.

No seu caso, sem COC, pode optar por um procedimento chamado "homologação individual".
O carro irá ser verificado por um inspector que irá averiguar se as suas características técnicas são compatíveis com a legislação europeia.
Se houver alguma desconformidade (incompatibilidade), terá de ser corrigida para que se possa legalizar.

A título de exemplo, uma possível desconformidade poderá ser a existência de vidros escurecidos.
Em Portugal, a opacidade destes vidros não pode ultrapassar os 25% no pára-brisas e os 30% nos vidros laterais dianteiros ("janela" do condutor e passageiro).
Na eventualidade destes vidros não terem uma película removível, teria que substituir todos os vidros que não cumprissem a norma.

Esta é uma característica do mercado brasileiro que é normalmente incompatível com a legislação europeia - poderão existir outras, estou só a demonstrar o que pode acontecer e porque deve ponderar se é compensador trazer ou não o carro.

Jussara Linhares em 25.10.2020. 02:34

Tenho dupla nacionalidade e estou me mudando para Portugal.
Gostaria de levar meu carro, que foi produzido na Alemanha, com isenção de impostos.
O carro se enquadra na categoria de usado e quero levá-lo num container, de navio.
Aqui no Brasil não temos o COC.
Será que o fabricante saberia dizer se o carro tem COC embora tenha sido adquirido no Brasil?

FD em 01.10.2020. 09:54

@Luís Monteiro em 30.09.2020. 19:59

Leia por favor: guia para comprar carros na Alemanha e como legalizar carros importados.

Luís Monteiro em 30.09.2020. 19:59

Boa tarde,
Venho através desta mensagem pedir se me pode ajudar na ideia de ir buscar um carro à Alemanha que vi no site autoScout24.
- Como proceder uma vez não saber falar alemão ?
- Onde posso arranjar as placas de transição, qual é a validade e darão para levar o carro à inspeção ?
- Onde posso arranjar seguro para este efeito e qual é a validade?
- Quais são as outras formalidades para o legalizar?
Obrigado desde já pela resposta, Luís

Carlos Baptista em 12.09.2020. 03:19

Obrigado FD. Muito bem explicado. Fiquei esclarecido e, em principio, desistente da compra.

FD em 11.09.2020. 20:02

@Carlos Baptista em 11.09.2020. 16:43

Leia por favor: importar um veículo da Suíça.

Carlos Baptista em 11.09.2020. 16:43

Acabei de tomar conhecimento deste 'site' e achei bastante interessante. Parabéns a quem o mantém.
A questão que me trouxe até aqui é a seguinte: estou interessado na compra de um veículo usado na Suíça, cujo valor ao câmbio actual rondará os 14 100€. Ora como a Suíça não faz parte da UE, embora faça parte do Espaço Schengen. poderei ir lá fazer o negócio presencialmente e trazer o carro a andar até Portugal? Que formalidades são necessárias para o poder trazer, para além do seguro?
Obrigado.

FD em 26.04.2020. 11:56

@Lana em 25.04.2020. 23:35

A matrícula temporária, tanto quanto sei, só está disponível para importadores e similares.
Mas deverá verificar esta informação junto do IMT: http://www.imt-ip.pt

Lana em 25.04.2020. 23:35

Agradeço pela sua resposta.

Uma dúvida, os veículos com a matrícula portuguesa onde podem obter uma matrícula trânsitoria?

FD em 25.04.2020. 15:53

@Lana em 25.04.2020. 14:05

Se o carro tem matrícula belga, ainda não "existe" em Portugal - para todos os efeitos é um carro belga.
Logo, não é possível obter qualquer tipo de matrícula temporária portuguesa.

Deverá obter uma matrícula temporária ou de exportação belga - sugiro que contacte a embaixada ou o consulado belga em Portugal.

Lana em 25.04.2020. 14:05

Estimado,
Comprei um veículo na bélgica, pensei legalizar em Portugal, trouxe o carro para à Portugal, mas as coisas mudaram. No caso da venda do veículo, com matrícula bélga, o comprador esta a pensar de levar o carro para fora de Portugal. Como funciona? Onde o comprador deve comprar a matrícula trânsitoria?

Agradeço sua breve resposta antecipadamente.

FD em 04.04.2020. 14:28

@S. Melo em 03.04.2020. 23:27

O processo é exactamente o mesmo que é descrito nesta página: como legalizar carros importados.

S. Melo em 03.04.2020. 23:27

Boa noite,

Surgiu a oportunidade de adquirir um carro de matricula estrangeira que já se encontra em território nacional. Nesta situação, quais são os procedimentos, documentos e onde me devo dirigir para a legalização do carro em questão?

Obrigado
SM

Escrever um comentário ou colocar uma dúvida

POR FAVOR leia a página toda antes de fazer perguntas que já estão respondidas no texto principal! Obrigado.

:

:

:


Em que ano é que estamos?

Por uma questão de rapidez na resposta e de poupança de espaço, considere que as minhas respostas incluem sempre os normais cumprimentos. :)

Acerca do impostosobreveiculos.info | Contacto

Todas as informações pretendem ser de leitura clara, simples e acessível, com o objectivo de constituirem um primeiro acesso à informação pretendida.
Por essa razão, poderão não ser totalmente completas ou tecnicamente exactas. No entanto, são dadas de boa fé e com base fundamentada na legislação em vigor.
Devido ao contexto e unicidade de cada caso, sempre que necessário, todas as informações deverão ser validadas por escrito junto da entidade oficial responsável.

Todos os direitos reservados - é permitida a cópia ou reutilização de partes deste sítio desde que seja atribuída a sua origem e autoria.
Política de Privacidade e de Tratamento de Dados Pessoais