Como fazer se no site das Finanças ainda tem um carro em seu nome que já não é seu

Nesta página: o que fazer se no Portal das Finanças tem um carro em seu nome que já não é seu.
Resumo: se mandou um carro para a sucata, faça o cancelamento da matrícula, se vendeu um carro e o mesmo ainda não foi registado em nome do comprador, peça a apreensão do veículo.

Tem sido uma relativa surpresa para muitas pessoas o facto de encontrarem no Portal das Finanças automóveis que já foram seus, mas que neste momento por diversas razões já não são sua propriedade.

Isto acontece porque as Finanças recebem as bases de dados das Conservatórias do Registo de Veículos (antigas Conservatórias do Registo Automóvel) e associam os sujeitos passivos aos números de contribuinte constantes nos registos.

A entidade pública responsável pelo registo dos automóveis é o Instituto dos Registos e do Notariado através das Conservatórias do Registo de Veículos, sendo que a entidade emissora das matrículas é o IMT.

O problema nunca deverá ser resolvido através das Finanças, a não ser em casos de erro, mas sempre através do IMT ou da Conservatória do Registo de Veículos.

De forma simples, o que precisa de fazer caso esteja nesta situação é uma de três coisas:

Fazer o registo e pedir a apreensão só é possível através da Conservatória.
Cancelar a matrícula (dar baixa) só é possível através do IMT e deve ser sempre a última opção.
O que é que deve fazer entre estas opções depende muito do que aconteceu.

Pelo que tenho constatado, existem os seguintes casos:

A primeira coisa que deverá saber é que a não comunicação da transferência de propriedade nos 60 dias seguintes à ocorrência do acto implica o pagamento de uma multa.
Ou seja, se vender um carro e não fizer o registo dessa venda na conservatória no prazo de 60 dias após a venda, está sujeito a multa.

Vendeu o carro a um comerciante de automóveis

Se vendeu o carro a um comerciante e ainda tem o carro em seu nome, fique sabendo que, na maior parte dos casos, os comerciantes não fazem o registo dos carros em seu nome.
Até que o comerciante venda o carro, este ficará em seu nome. Não é a forma mais correcta de fazer as coisas mas, é a prática comum no mercado. Isto porque, registar os carros assim que os compram acrescenta custos e trabalho que, muitas vezes não se justifica pelo pouco tempo que os carros ficam com os comerciantes. Outras vezes haverá em que o comerciante apenas é um intermediário, que retoma o seu carro e o revende a outro comerciante. As razões são diversas e variadas, o importante a reter é que é relativamente habitual e que, desde que tenha consigo uma declaração de venda assinada pelo comerciante, não deverá ter problemas, porque a responsabilidade pelo registo é sempre do comprador.

Mas, se está a ler isto, é porque já passou algum tempo, e o carro ainda está em seu nome. Nesses casos o que tem que fazer é, na minha opinião, contactar o comerciante e dizer que pretende que ele faça o registo e que, se não o fizer, mandará apreender o carro. O comerciante terá todo o interesse em resolver a situação.
Se tal não acontecer, o que tem que fazer é: pedir a apreensão ou fazer o registo em nome do comprador.

Vendeu o carro a um particular

Se já passaram alguns dias, pelo menos 30, desde que vendeu o carro e este ainda aparece em seu nome no Portal das Finanças, pode fazer uma de duas coisas: pedir a apreensão ou fazer o registo em nome do comprador.

O carro foi para a sucata ou foi entregue para abate

Este processo deverá ser automatizado desde que tenha feito a entrega num centro de abate autorizado. Nesse caso, deverá ter consigo um certificado de destruição. Na posse desse certificado, deverá dirigir-se ao IMT e pedir o cancelamento da matrícula.
Se entregou o carro numa sucata não autorizada e não tem certificado de destruição, deverá assumir a transacção como se fosse um venda a particular e pedir a apreensão e se for caso disso, o cancelamento da matrícula.

Teve um acidente e entregou o carro à companhia de seguros

É como se fosse uma venda normal a particular, pode fazer uma de duas coisas: pedir a apreensão ou fazer o registo em nome do comprador. Na minha opinião, deve contactar a seguradora antes, de forma a esclarecer se existe algum procedimento administrativo já pré-estabelecido para estes casos, pode ser que seja mais simples de resolver do que pensa.

Está abandonado ou inutilizado

Deve pedir o cancelamento da matrícula no IMT se pretende ficar com o veículo. Se não pretende ficar com o veículo, deve entregá-lo num centro de abate autorizado.

Foi roubado e nunca apareceu

Deve pedir o cancelamento da matrícula no IMT por desaparecimento.

O que é que deve fazer para não se ver nesta situação no futuro?

Imprima em casa o Requerimento de Registo Automóvel (use a mesma folha para frente e verso - imprima mais de uma cópia para o caso de se enganar), preencha e desloque-se com o comprador do automóvel a uma Conservatória do Registo de Veículos ou a uma Loja do Cidadão. Aí, presencialmente, tenha a certeza de que o registo é efectuado.

Se vai entregar o automóvel numa sucata, vai para abate, é salvado ou está/será inutilizado ou guardado sem intenções de circular futuramente, deverá cancelar a matrícula (dar baixa).
Para saber como o fazer consulte esta página.

Como mandar apreender um automóvel

Para apreender o automóvel deverá dirigir-se a uma Conservatória do Registo de Veículos, confirmar que ainda está em seu nome, pedir um documento em como o veículo ainda está em seu nome e solicitar a apreensão por não regularização do registo.

A partir daí é aguardar notícias. No entanto, isso não o inibe de continuar a pagar o IUC. Por isso, quanto mais cedo fizer tudo isto, menos chatices e menos imposto pagará. É lógico que as autoridades deverão demorar algum tempo a encontrar o seu carro, e enquanto isso não acontecer é a si que as Finanças irão pedir o pagamento do imposto.

Já agora, aqui fica como saber que carros estão em nosso nome no sítio das Finanças: Como consultar os veículos em meu nome.

09.07.2007. 12:53

Paulo Sousa em 21.01.2010. 03:04

Boas, tenho umas dúvidas, ontem meti um carro contra a parede, embora este nao tenha muitos danos e da recuperação ser fácil é cara e nao me compensa. Pensei em Vender ás peças era o modo que tinha para ganhar algum, mas depois como façõ para pedir o cancelamento da matricula, como é obvio o que não conseguir vender as peças tava a pensar mandar para a sucata.Mas agora com a historia do centro de abate nao sei o que fazer? será que alguem me pode ajudar?

Paulo Sousa em 21.01.2010. 03:04

Boas, tenho umas dúvidas, ontem meti um carro contra a parede, embora este nao tenha muitos danos e da recuperação ser fácil é cara e nao me compensa. Pensei em Vender ás peças era o modo que tinha para ganhar algum, mas depois como façõ para pedir o cancelamento da matricula, como é obvio o que não conseguir vender as peças tava a pensar mandar para a sucata.Mas agora com a historia do centro de abate nao sei o que fazer? será que alguem me pode ajudar?

luis carlos araujo miranda em 13.01.2010. 11:24

comprei uma viatura para meu filho há 1 ano e ele ainda não fez o registo em seu nome , queria saber quais os custos e os procedimentos para efectuar agora fora de prazo e quais as penalizações ( se existem). obg

carlos em 08.01.2010. 07:37

boas comprei á dias um carro mas o antigo dono nao me deu cópia do bi nem n.c. mas tenho na declaraçao os numeros do mesmo será k posso passar para o meu nome sem as cópias?

Mário Luís em 05.01.2010. 10:39

Se um carro cuja apreensão foi pedida nunca for encontrado, existe algum
período limite entre o pedido de apreensão e o cancelamento da matrícula?
É que já efectuei o pedido em Setembro, e ainda tenho o carro no meu nome
nas Finanças. Quanto mais tempo terei que esperar?

Filipe Machado em 03.01.2010. 09:14

Bom dia, tenho dois veiculos,eu queria desfaze-los em peças... gostaria de saber o que fazer para dar baixa deles e não ter mais encargos com eles...ouvi dizer que para dar baixa de um veiculo, é preciso entrega-lo...será verdade? tive um despite e entao queria vende-los em peças...asim sempre faria algum Dinheiro....Agradeço se alguem me poder esclarecer...
Parabens pelo Site...

diogo mota em 28.12.2009. 16:39

boa tarde .... comprei um carro a credito... entretanto paguei o carro todo antes do final do financiamento.... recebi a extensao de reserva em 2008... so que nunca passei o carro para o meu nome.... por falta de conhecimento gostaria que me dissessem por favor qual o prazo que tenho para legalizar, o valor da legalizaçao e a multa se tiver que pagar ... obrigado e continuaçao de boas festas

fernando reis em 23.12.2009. 07:04

Boas ha um mes atras comprei um carro num particular que se fazia acompanhar pela devida declaraçao de venda em nome de outra pessoa,sem ver inconveniencia de tal facto, aceitei fazer o negocio. Quando fui para transferi-lo para meu nome a conservatoria contestou o meu pedido por o tal veiculo ter sido um sinistrado recuperado por outro individuo e como tal so poderia ser transferido para meu nome atraves de uma declaraçao do proprietario no livrete para o comprador do salvado e desse para mim.
Ja contactei com o vendedor que disse que trataria de tudo mas ate agora nem sinal deu de qualquer empenho.Gostava de saber quais sao os procedimentos a tomar para que isto seja resolvido e quais sao as hipoteses de aplicar uma queixa por burla contra este tipo de falcutrua.(Para minha sorte o veiculo foi pago atraves de multibanco)

Marta Manso em 21.12.2009. 17:04

Boa Tarde,

O meu nome é marta isabel, mas o meu carro está registado desde 2003 como maria isabel, por lapso de quem introduziu os dados. O registo foi em 2003, ainda posso reclamar? ou seja,a alteração de nome agora irá ter custos para mim, ou será suportado por quem cometeu o erro (CRAL)?

Como procedo agora?

Obrigada,

Icaro Muniz em 17.12.2009. 15:58

Meu pai vendeu um carro para um conhecido, de forma que ele pagaria 1000 reais mensais.
Este, vem atrasando pgtos, e qdo paga, paga valores baixos q não completam os 1000 e além disso,
para garantir o pgto, meu pai não transferiu o documento e o cidadão acima tb não pagou o ipva do ano em exercicio, o que fez meu pai, por cta do nome, efetuar o pgto.
Como devo proceder para reaver o carro, já que ele continua em nome de meu pai. Seria o caso de busca e apreenção.?
Grato

MARGARIDA MARTINS em 17.12.2009. 11:40

Tenho na familia um carro de matricula francesa que a minha avó comprou em França, a minha avó já faleceu , não tenho documentos da viatura nem sequer sei o Ano em que foi matriculada, tenho quase a certeza que esta viatura nunca foi legalizada em portugal .

Quero mandar abater este carro , o que tenho de fazer ??

Manuel Rui Silva em 01.12.2009. 23:31

Tenho um ford fiesta de 1990 mas encontra-se parado não circula à algum tempo.Pergunto SFF se sou obrigado a comprar o imposto de circulação creio que antigamente era o imposto de selo camarário

Alexandre Pacheco em 19.11.2009. 11:57

Acabei de pagar um carro que estava em nome da finançeira, que já me enviaram a documentação correspondente para fazer a alteração para o meu nome.

O que posso fazer para obter a alteração através da internet?

Podem me dizer qual é o site.

Aguardo a vossa resposta o mais urgente possível.

Atenciosamente,
Alexandre Pacheco

Tiago Lourenço em 17.11.2009. 14:33

Tenho um carro que pela sua idade está inutilizado mas penso fazer dele sucata para algumas peças que possam interessar tal como portas, parachoques e bancos.

Posso abater a matricula do mesmo? O que preciso de fazer?

Obrigado

saraiva em 15.11.2009. 22:35

comprei um fiat 500 nuova de 1965.o carro é frances.e não tenho a matricula. como consigo saber a matriucula com o nºdo chassis?

manuel ferreira em 11.11.2009. 14:11

Boa tarde,

comprei um carro recentemente, e passado pouco mais de um mes fui chamado a gnr, na qualidade de testemunha, sendo informado que o carro tinha sido roubado e como tal teria k ser apreendido... o k de facto veio a acontecer no msm dia. Contudo outras questoes se levantam em volta deste processo, primeiro porque tenho o carro passado a meu nome de forma legal e dentro dos trâmites exigidos, depois pk a quem o comprei foi apenas um intermediario (tb foi engandado), nao conhecendo nem nunca estabelecendo klk relaçao com o antigo proprietario. Agora o problema k se coloca e paguei o carro, tenho a documentação toda e regularizada, e nao posso circular com o carro estando apreendido na minha garagem... Como devo proceder.

Agradeço a atençao

aline em 06.11.2009. 19:53

compramos um carro a um stand, porem, depois de pago e que trouxemos o carro para casa...o dono pediu mais 500 euros, porem, pagamos para ele tratar dos documentos, caso ele nao o faça, o que poderemos fazer? porque esta no periodo da inspeccao do veiculo e penso que pagaremos multa, e nao podemos fazer nada sem ter os documemtos, nem circular, nem selo e nem inspeccao, agradeco

Francisco Pitschieller em 03.11.2009. 13:36

Boa tarde,

A minha situação é um pouco mais grave. Há cerca de 3 anos vendi o carro a uma daquelas pessoas que anuncia "compro viaturas usadas" em papeis deixado nos

pára-brisas dos carros. Liguei para o dito número e passados uns dias apareceu um homem que levou o carro e o contrato apenas assinado pela minha parte pois disse que

o carro seria para vender a uma próxima pessoa e não iria passar para o nome dele porque isso implicaria custos adicionais. Ingenuamente caí na esparrela e assim ficou

resolvido o assunto. Passados uns meses recebo em casa uma carta a exigir o pagamento do imposto do carro o que me levou logo a perceber que o registo de propriedade

não teria sido actualizado. Para resolver este problema dirigi-me ao IMTT para pedir a apreensão do veículo, na ténue esperança que isso pudesse resolver o problema. Eis

senão quando começam a surgir no correio uma série de multas de estacionamento, velocidade etc. atribuídas ao carro que tinha vendido 2 anos antes, ainda por cima em

localidades onde nunca na minha vida pus os pés. Liguei para as esquadras respectivas, enviei cópias dos pedidos de apreensão do carro, mais telefonemas para os governos

civis. Nada... Ninguém pode fazer absolutamente nada. Da esquadra as respostas são as já famosas prosas da literatura policial em que apenas são enumerados um sem

número de artigos em que, concluem eles, o assunto não lhes diz o mínimo respeito e que a multa é para pagar. Novamente se envia a cópia do pedido de apreensão, e da

mesma esquadra surge nova multa (!!!), bem como várias outras multas que vão surgindo de diferente localidades por onde o comprador do carro pelos vistos se passeia.

Como é que resolvo este problema de clara má fé da justiça e das autoridades que se comportam como verdadeiras máfias?

Já tenho uma mão cheia de multas para pagar, tendo uma delas sido obrigada a pagar pelo tribunal de Portalegre, ou seja, vou ter que a pagar. Essa mais as outras que vierem

a seguir, uma vez que por parte de quem tem o dever de resolver este assunto parece que se está a aproveitar dele para caçar mais uma multas.

Vou à TVI? Exponho o assunto na televisão? Até dá vontade de rir, mas hoje em dia parece que só assim é que a autoridade funciona.

Francisco Pitschieller em 03.11.2009. 13:31

Boa tarde,

A minha situação é um pouco mais grave. Há cerca de 3 anos vendi o carro a uma daquelas pessoas que anuncia "compro viaturas usadas" em papeis deixado nos

pára-brisas dos carros. Liguei para o dito número e passados uns dias apareceu um homem que levou o carro e o contrato apenas assinado pela minha parte pois disse que

o carro seria para vender a uma próxima pessoa e não iria passar para o nome dele porque isso implicaria custos adicionais. Ingenuamente caí na esparrela e assim ficou

resolvido o assunto. Passados uns meses recebo em casa uma carta a exigir o pagamento do imposto do carro o que me levou logo a perceber que o registo de propriedade

não teria sido actualizado. Para resolver este problema dirigi-me ao IMTT para pedir a apreensão do veículo, na ténue esperança que isso pudesse resolver o problema. Eis

senão quando começam a surgir no correio uma série de multas de estacionamento, velocidade etc. atribuídas ao carro que tinha vendido 2 anos antes, ainda por cima em

localidades onde nunca na minha vida pus os pés. Liguei para as esquadras respectivas, enviei cópias dos pedidos de apreensão do carro, mais telefonemas para os governos

civis. Nada... Ninguém pode fazer absolutamente nada. Da esquadra as respostas são as já famosas prosas da literatura policial em que apenas são enumerados um sem

número de artigos em que, concluem eles, o assunto não lhes diz o mínimo respeito e que a multa é para pagar. Novamente se envia a cópia do pedido de apreensão, e da

mesma esquadra surge nova multa (!!!), bem como várias outras multas que vão surgindo de diferente localidades por onde o comprador do carro pelos vistos se passeia.

Como é que resolvo este problema de clara má fé da justiça e das autoridades que se comportam como verdadeiras máfias?

Já tenho uma mão cheia de multas para pagar, tendo uma delas sido obrigada a pagar pelo tribunal de Portalegre, ou seja, vou ter que a pagar. Essa mais as outras que vierem

a seguir, uma vez que por parte de quem tem o dever de resolver este assunto parece que se está a aproveitar dele para caçar mais uma multas.

Vou à TVI? Exponho o assunto na televisão? Até dá vontade de rir, mas hoje em dia parece que só assim é que a autoridade funciona.

Carlo Rodrigues em 12.10.2009. 22:16

Boa noite.
Adquiri uma moto, em Janeiro de 2008, com reserva de propriedade na Finicrédito.
O vendedor liquidou o crédito, comprometeu-se a enviar-me o comprovativo de extinção de propriedade e até hoje, nada.
Tendo entrado em contacto com a Finicrédito, estes enviaram-me cópia da carta que foi enviada para o vendedor, em Abril de 2008, carta essa que seguiu com o comprovativo de extinção de propriedade.
Tendo em conta que o vendedor não me cede esse comprovativo, tenho a mota parada quase há 2 anos e para a poder registar em meu nome teria que pagar €60 à Finicrédito, para emissão de uma 2ª via.
Como poderei proceder para que o vendedor me envie o comprovativo da extinção de propriedade? Tenho esse direito?
A declaração de compra e venda não tem data porque aguardei que liquidassem o crédito e me enviassem o referido documento.
Já pensei em recorrer a um Julgado de Paz para obter os documentos.
Agradecia que me informassem.
Obrigada e cumprimentos.

Carlo Rodrigues em 12.10.2009. 22:16

Boa noite.
Adquiri uma moto, em Janeiro de 2008, com reserva de propriedade na Finicrédito.
O vendedor liquidou o crédito, comprometeu-se a enviar-me o comprovativo de extinção de propriedade e até hoje, nada.
Tendo entrado em contacto com a Finicrédito, estes enviaram-me cópia da carta que foi enviada para o vendedor, em Abril de 2008, carta essa que seguiu com o comprovativo de extinção de propriedade.
Tendo em conta que o vendedor não me cede esse comprovativo, tenho a mota parada quase há 2 anos e para a poder registar em meu nome teria que pagar €60 à Finicrédito, para emissão de uma 2ª via.
Como poderei proceder para que o vendedor me envie o comprovativo da extinção de propriedade? Tenho esse direito?
A declaração de compra e venda não tem data porque aguardei que liquidassem o crédito e me enviassem o referido documento.
Já pensei em recorrer a um Julgado de Paz para obter os documentos.
Agradecia que me informassem.
Obrigada e cumprimentos.

B. Jaime em 12.10.2009. 13:30

Bom dia
Comprei uma viatura nova e o vendedor/concessionario, recebeu de Retoma, a minha viatura usada, entregando-me apenas uma Nota de compra da viatura e não o habitual modelo de compra e venda.
Pelo que gostaria de saber se tenho de comunicar tal facto á conservatoria do registo automovel, para regularização do Registo de propriedade e a partir de que data.
e se o impresso "NOTA DE COMPRA" que me foi entregue, em vez de cópia do contrato de compra e venda está correcto.
Obrigado

antonio lopes em 07.10.2009. 21:02

gostaria de saber que documentação é precisa para poder comprar um carro a um particular que apresenta uma declaração de venda de um stand,o carro é de 2008 com 18000km mas o dono do carro não tem o livrete porque segundo ele o stand perdeu a documentação.Acho isto muito estranho.Será que tenho de tomar certas providências?como terei de agir para não correr o risco de comprar um carro e depois mais tarde verificar que fui ludibriada? obrigada

Vitor Piedade em 29.09.2009. 16:40

olá


eu estou numa situação semelhante ao Sr José Carlos


em 08/04/09 comprei um automóvel usado num Stand e entregaram uma guia de circulação e ficaram de tratar dos documentos
como o Carro é de 06/06 em Junho não consegui pagar o imposto e ele depois é que pagaram e o carro ainda estava em nome do stand


agora que está prestes a fazer 6 meses que comprei o carro ainda aguardo a documentação

o que gostava de saber é se existe algum Prazo para o stand tratar da documentação

desde já muito obrigado pela ajuda

Jose carlos em 15.09.2009. 23:26

Boa noite, acabei de adiquerir um automovel num satand, acontece ke o vendedor em questao , nao so nao me mostrou o livrete como tambem nao mo entregou , disenndo ke automaticamete eram eles que nos faziam o registo na consevatoria, e que passados sensivelmente 15 eu recebia a carta com o registo unico. Gostaria de saber se este episodio é possivel aos olhos da lei, pois eu já tenho o carro em meu poder , com uma declaraçao para poder circular na via publica em como fui eu ke o comprei assinada pelo vendedor e por mim, gostaria de saber uma resposta com a imensa brevidade, pois tou um pouco reseoso em relaçao ao assunto

Obrigado os meus comprimentos

Almerinda em 13.09.2009. 23:10

Gostaria de saber, após compra de um carro num stand, qual o periodo de tempo que terei para fazer o registo sem sofrer penalizações.

obrigada.

Fernando em 05.09.2009. 00:42

Tenho um assunto em mãos no qual não sei como deva proceder vendi um carro ( um clássico ) ,no qual me foi passado um cheque, e por seguinte o comprador levou-me o automovel, e cancelou o cheque por furto.
Já procedi com uma queixa na PJ.
O comprador exige-me uma reparação "ridicula" no carro pelo preço que o vendi, caso contrário não me é devolvido o carro nem o montante referido.
O carro continua e continuará em meu nome, porque não existe preenchimento correcta da declaração de compra e venda.

Como heide proceder relativamente a esta questão?

vilma liliana em 04.09.2009. 10:52

TENHO UM JIPE QUE TÊM ESTÁDO NA GARAGEM DESDE 2001 QUANDO FEZ A ULTIMA INSPECÇÃO GOSTARIA DE SABER SE PERDEU MATRICULA , COMO RECUPERÁ-LA OBRIGADO

Jorge Correia em 02.09.2009. 17:38

Comprei um carro em Junho de 2009 e ainda não consta o seu registo nas finanças.
Quero tirar o selo de imposto de circulação e não posso.
Que fazer?

José em 01.09.2009. 18:17

Ola pretendo comprar um veiculo e regista-lo em meu nome .Terei de ter alguma atenção se o carro tem alguma multa por pagar ou a partir do momento em que faço o registo em meu nome o cadastro do carro fica limpo?

Rui Silva em 31.08.2009. 00:08

Boa noite,
Em Fevereiro de 2008 troquei o meu carro por um novo, depois de eu lhes ter vendido o meu carro, o consecionario voltou a vender a um stand de usados, o carro ainda está em meu nome á data de hoje (30-08-2009), passado ano e meio, o consecionario tem se responsabilizado pelo pagamento do IUC, apezar de ser eu a pagar, agora foi-me pedido para pedir a apreenção dos documentos da viatura vendida, o que acabei de fazer online.
Terei procedido bem? Não vou ter mais problemas com um carro que já não é meu?
Obrigado e parabéns pelo site.

paulo em 24.08.2009. 15:24

boa tarde, eu vendi um carro a um particular que compra varios carros usados e isso ja foi ha 3 meses atras, o problema é que o comprador ainda nao fez a alteraçao do registo e eu n fiquei com dados nenhuns dele. Nao sei mesmo o que fazer e estou preocupado que possam fazer algo de errado com o carro e eu venha aa ter problemas com isso, sera que alguem me poderia ajudar??

joana em 20.08.2009. 10:08

bom dia... gostaria de saber ,se a grn obriga nos a mostrar o selo de circulaçao?????

maca em 18.08.2009. 03:41

boa noite
em fevereiro deste ano adquiri um veiculo mas sem o auxilio de stands, comprei-o a um particular.
o veiculo em questao tem dado muitos problemas e, agora estamos desconfiados que o antigo dono tenha alte-
rado a quilometragem para o vender mais facilmente.
gostava de saber se é possivel de algum modo, eu ter acesso, ao primeiro registo do meu veiculo?
se for possivel, como?através de vós?é que não me parece que o sr.que me vendeu a viatura, me faculte es-
ses dados.
obgda

Esteca em 12.08.2009. 17:29

O caricato, e que cancelei a matricula de um carro que por forca das circunstancias foi abatido fora do Pais, recebi o certificado da Direcao geral de viacao, cerificando que o respectivo veiculo ja nao circulava e nao existia, e as Financas continuam a enviar o IUC para pagar, expressando somente que na base de dados da CRA (conservatoria de registo Automovel) o veiculo continua a figurar no meu nome. Simplemente o tal "cruzamento de informacoes" so funciona para os que nao pagam impostos, mas nao funciona para os que pagam e que nao tem direito a uma solucao para tal problema.
Agora dizem que tenho que me derigir ao CRA para legalizar a situacao, como isso fosse da minha propria responsabilidade, pois deveria existir uma interligacao entre os diversos departamentos estatais para que o problema fosse resolvido.

paulo em 06.08.2009. 02:22

por gentileza gostaria de saber o que devo fazer pois meu carro sumiu e agora devo dar baixa , mas como se para dar baixa presiso retirar o chassi ????

bruno rodrigues em 04.08.2009. 22:18

estou numa situação complicada.....comprei um veiculo mas quando ia registar em meu nome deparei que o veiculo tem 2 penhoras..1 das finanças e outra duma empresa,mas o devedor em causa é uma empresa,eu ja sou o terceiro comprador do veiculo e nenhum comprador anterior tinha conhecimento disso...k posso fazer para retirar as penhoras?????a empresa devedora acho que ja nem existe...obrigado

susana Cruz em 30.07.2009. 10:54

Tenho um carro em que a reserva de propriedade está no nome de uma firma que faliu, quero vender o carro e mudar a reserva de propriedade, onde me posso dirigir sem ter que levar o caso para os tribunais.Estou numa situação muito complicada, por favor ajudem-me pois no stand disseram-me que o meu carro vale 0e.Será possivel?

Tiago Luís em 16.07.2009. 02:09

Boas! Tive um acidente em Dezembro de 2008 em que o carro foi para a sucata, mas ficou na posse da seguradora. Pediram-me os documentos do carro, todos os pertences dele e ainda um documento preenchido do IMTT que seria para eles efectuarem o cancelamento da matricula. Pois bem quando vou hoje para efectuar o pagamento do imposto de circulação de um outro carro que possuo, verifico que o carro sinistrado ainda se encontra em meu nome, passados sete meses,ou seja a matricula não foi cancelada. Como resolvo este problema se já não possuo nenhum documento relativo ao carro, e supostamente deveria ser a seguradora a tratar.

Maria Teresa Coelho em 15.07.2009. 11:02

Eu gostaria de saber o que fazer pois tive um acidente em Fevereiro de 2007 o meu carro como tinha um mes foi entregue a companhia de seguros e a companhia vendeu só que até ao momento o carro ainda se encontra em meu nome e nao foi pago o uci de 2009 pois onde me poderei dirigir para resolver este problema porque ja estou cansada de falar com o stand e nada é resolvido.

JOSÈ MARTINS em 11.07.2009. 21:22

Acabei de pagar o credito do meu carro, como recebi os documentos da empresa credora no passado mês de junho, gostaria de saber quanto tempo tenho para fazer a transferencia de registo de propriedade,

filipe e em 05.07.2009. 14:40

ola boas gostava de saber como posso resolver a minha situaçao vou comprar um carro k esta parado a 4 anos ....que problemas terei com isso ou sera que e so passar de nome???

paulo cruz em 01.07.2009. 18:10

Caros amigos
toda a minha vida andei com caros (CHARUTOS) desculpem a expressao para quem nao saiba o que e sao viaturas ja em fim de vida bem derivado a nao ter possiblidades de comprar novos ou semi novos ca me tenho orientado com viaturas ja sempre para cima de 10 anos ora com isto quero dizer que quando ja nao conseguia peças para os arranjar existia ali para os lados de belas queluz um sucateiro que tratava de os mandar para a sidergia mas nunca me passou nenhum documento nem me pagou a chapa velha dizia ele que ja me fazia o favor de os ir buscar bem agora tenho um de 1993 que ja anda asim como assim o pior e que quando foi as finanças afim de pagar o imposto de circulaçao tenho la 2 que ja devem ter sido deretidos a tempo a senhora das finanças disse para mandar apreender os carros ...bem mas se ja nao existem que vou fazer vou meter as autoridades a procura de carros que ja nao existem enfim me ajudem para nao haver confuçao mais do que as finanças ja tem tenho aqui uma folha com o ano deles marca e matricula agradeço imenso que me deiao uma dica para ficar tudo resolvido acerca destes ex veiculos paulo

Grilo em 29.06.2009. 15:14

Boa tarde!
Efectuei a troca de um veiculo por outro em Janeiro deste ano, contudo a pessoa em causa nao passou o veiculo que lhe entreguei para o nome dela e segundo sei ele ja o vendeu...!
Por descuido da minha parte, nao fiquei com uma copia da declaração de venda, apenas com o BI e Nr de contribuinte e verifiquei que esse veiculo ( uma mota de enduro) passados 6meses ainda se encontra em meu nome....
Devido a ter acreditado que essa pessoa passaria logo o veiculo para seu nome, encontro-me nesta situação problematica...
Gostaria de saber como posso resolver este assunto, pois quero dar baixa do veiculo,pois ja nao se encontrar ja em meu poder, pretendo também evitar problemas caso a pessoa que possua esse veiculo tenha algum acidente...

União Europeia em 28.06.2009. 11:45

Estao todos a ser enganados e ainda continuao nessa de quererem ser roubados pelo estado que continua a aplicar uma lei ilegal que nao faz parte das regulamentaçoes (LEIS) da União Europeia!


Imposto automóvel motiva queixa europeia
No próximo sábado comerciantes importadores de automóveis e todos os trabalhadores relacionados com o sector estarão reunidos para a criação de uma associação que tem como primeiro objectivo apresentar no Tribunal Europeu uma queixa contra o Estado Português pela imposição, desde 1 de Janeiro deste ano, do Imposto Sobre Veículos Importados Usados.

"É o único país da Europa que aplica este imposto, que penaliza brutalmente os importadores", referiu Paulo Costa, um dos organizadores da reunião.

Dá como exemplo um carro que até ao ano passado pagava de legalização 3500 euros e agora paga 9500. "Se custou 12 500, mais vale dar o automóvel a quem entrar no stand", ironizou.

"De acordo com o Governo, o imposto serve para taxar os carros mais poluentes, mas esquecem que os carros importados pelos portugueses são os mais novos e os menos poluentes", sublinhou.

Por outro lado, frisou Paulo Costa, "o argumento cai por terra quando o imposto sobre uma autocaravana, que polui tanto como um carro, é de 50 euros, o mesmo para uma mota" e, acrescentou, "quando em Portugal um veículo usado não paga nenhum tipo de imposto como este".

No entender de Paulo Costa, o imposto em causa "prejudica não só os comerciantes, mas também as oficinas, os transportadores, os serviços aduaneiros, milhares de pessoas".

E, revelou "já se estão a sentir os efeitos. Desde Janeiro que estão parados 123 rebocadores em todo o país e, até 16 de Janeiro, só entraram na alfândega sete processos para legalização, sendo que três foram apreensões, quando o normal seriam mil viaturas".

Em média, em Portugal, legalizam-se 50 mil automóveis por ano.

Fonte: Jornal de Notícias

União Europeia em 28.06.2009. 11:02

Estao todos a ser enganados e ainda continuao nessa de quererem ser roubados pelo estado que continua a aplicar uma lei ilegal que nao faz parte das regulamentaçoes (LEIS) da União Europeia!


Imposto automóvel motiva queixa europeia
No próximo sábado comerciantes importadores de automóveis e todos os trabalhadores relacionados com o sector estarão reunidos para a criação de uma associação que tem como primeiro objectivo apresentar no Tribunal Europeu uma queixa contra o Estado Português pela imposição, desde 1 de Janeiro deste ano, do Imposto Sobre Veículos Importados Usados.

"É o único país da Europa que aplica este imposto, que penaliza brutalmente os importadores", referiu Paulo Costa, um dos organizadores da reunião.

Dá como exemplo um carro que até ao ano passado pagava de legalização 3500 euros e agora paga 9500. "Se custou 12 500, mais vale dar o automóvel a quem entrar no stand", ironizou.

"De acordo com o Governo, o imposto serve para taxar os carros mais poluentes, mas esquecem que os carros importados pelos portugueses são os mais novos e os menos poluentes", sublinhou.

Por outro lado, frisou Paulo Costa, "o argumento cai por terra quando o imposto sobre uma autocaravana, que polui tanto como um carro, é de 50 euros, o mesmo para uma mota" e, acrescentou, "quando em Portugal um veículo usado não paga nenhum tipo de imposto como este".

No entender de Paulo Costa, o imposto em causa "prejudica não só os comerciantes, mas também as oficinas, os transportadores, os serviços aduaneiros, milhares de pessoas".

E, revelou "já se estão a sentir os efeitos. Desde Janeiro que estão parados 123 rebocadores em todo o país e, até 16 de Janeiro, só entraram na alfândega sete processos para legalização, sendo que três foram apreensões, quando o normal seriam mil viaturas".

Em média, em Portugal, legalizam-se 50 mil automóveis por ano.

Fonte: Jornal de Notícias

meno ferreira em 28.06.2009. 08:16

tenho um seat ibiza TD de 1995 ligeiro de mercadorias que pretendo transformar em ligeiro passageiros
pretendo saber custos e como o fazer, já possuo todo o material necessário para o fazer
obrigada e parabens pela ajuda que tem dado no esclarecimento que não interessa a muita gente

Susana Silva em 19.06.2009. 18:51

Boa tarde.
Vendi uma Peugeot 404 de 1976 a uma sucateira em 2005 mas não tenho nenhum documento que comprove a venda. Como posso fazer para que o seu registo deixe aparecer nas finasnças?
Muito obrigada

Jorge Pereira em 18.06.2009. 16:08

Boa Tarde,

Gostaria de saber a legislação sobre veiculos importados, e quais os custos que terei de liquidar.

Já vi a tabela que apresentam, mas se possível gostaria de compreender o mecanísmo, como garantias, e outras coisas.

email: jpereira1978@gmail.com

Obrigado

albino macedo em 16.06.2009. 20:33

tenho um carro que comprei ha 2 anos para o meu filho que na data tinha 16 anos agora que tem 18 vi que a nao tinha a fotocopia do b.i do antigo dono e so tenho a fotocopia do num de contribuinte sendo assim posso resistar o carro em nome do meu filho. p.s tem as inspecoes e selo e seguro em nome do meu filho em dia. obrigado pela vossa atencao albino macedo

Ana Santos em 08.06.2009. 16:10

Boa tarde gostaria de saber como e o que preciso fazer para colocar o carro em nome da minha cunhada visto o carro ainda estar em nome do meu marido que faleceu em Janeiro de 2008 e em Janeiro de 2009 faleceu o meu filho mais velho (solteiro), os unicos herdeiros são eu e o meu filho mais novo com 22 anoos solteiro

Márcio Pereira em 05.06.2009. 18:02

Abandonei um carro num baldio, sem matricula e sem numero de quadro há já muitos anos, (2004 penso eu).
O carro desapareceu, não sei por qual dos meios, ou alguém que o levou para peças, ou a Câmara Municipal.
Nunca recebi nenhum comunicado por parte de nenhuma entidade oficial, (provavelmente por não conseguirem identificar o veículo) admitindo que foi recolhido por alguma delas, mas também nunca reportei o desaparecimento.
Agora gostaria de cancelar a matrícula...
Pensei em pedir segunda via dos documentos (DU), e mandar cancelar a matricula sem reportar o desaparecimento do carro. Como se o fosse desmantelar eu próprio, assegurando-me que não circula.
O que acha?

Rui Filipe em 02.06.2009. 18:15

No Site das Finanças sou proprietário de um veículo que nunca foi meu. É do mesmo ano, que o meu e da mesma marca. Não faço a mínima ideia que carro é.
Acontece que, o que é realmente meu, também consta da lista e todos os dados do carro estão correctos.

O Outro, não faço a mínima ideia de quem é o carro e porque razão aparece em meu nome. O mais caricato é que só tive conhecimento do "meu pseudo carro", porque recebi um e-mail das finanças a informar que o pagamento do selo deveria ser efectuado este mês.
Obrigada

alex em 18.05.2009. 04:47

a alguma forma de saber mais oumenos quanto fica a legalizasao de um seat a vir de fransa para portugal s me podesem ajudar agrecia

Ana Ribeiro em 06.05.2009. 10:58

Bom dia.
Seria possível esclarecer-me se é possível fazer a transferência do registo de propriedade de um automóvel de 1993, cujo dono já faleceu e que não foi considerado na relação de bens. O veículo aparece nas declarações electrónicas na área da viúva mas o registo na conservatória continua no nome do marido já falecido. O que se deve fazer?

Francisco A. em 05.05.2009. 00:14

Boa noite,

Adquiri no passado mês de Fevereiro, uma viatura em segunda mão, num stand. Na altura da aquisição solicitei que o stand me tratasse da documentação de mudança de nome da viatura, tendo pago por esse serviço. Foi-me dito que no máximo, após duas semanas receberia os documentos pelo correio. Passado um mês, não tendo ainda recebido os documentos, contactei o stand, que me informou que ainda não ainda não os tinha recebido, devido a atrasos na emissão dos mesmos.

Já passaram mais dois meses e continuo sem receber os documentos. Enviei uma carta à Conservatória do Registo Automovel, que me confirmou que até ao dia 30, ainda não tinham recebido qualquer documentação para a transferência de nome.

Que rovidências devo tomar?

Obrigado.
Obrigado pela

nicolau em 04.05.2009. 22:35

Eu quero saber o site para poder pagar o selo do autovel, e para ver se tenho alguns carros em meu nome.
obrigado.
espero resposta.

Sónia R. em 30.04.2009. 17:24

Boa tarde.
Acerca de 2 anos comprei uma viatura que ainda não passei para meu nome.
Eu gotaria que me podesse informar se irei pagar multa? Se sim, de quanto serà? Muito obrigada.

Antonio em 30.04.2009. 03:42

Sr Domingos...va a uma Conservatoria de Registo Automovel com esse documento e o DUA
ou o livrete e titulo e faca a extinsao de reserva que custa 63 euros...ou va a um notario que o faca online e paga 33 euros mais o trabalho do notario,normalmente 10 ou 15 euritos

Alberto Nunes em 26.04.2009. 00:11

Boa noite: Tenho uma situação para a qual não encontro explicação. Entreguei em troca de outro o carro que tinha. Tenho declaração permanente do registo automovel que diz que o carro já está há quase um ano no nome do novo dono, no entanto na DGCI continua em meu nome e o IUC para eu pagar. Que devo fazer para resolver isto?
Obrigado

paulo sergio em 25.04.2009. 02:27

moto cg125 fan com documento atrasado há 4 anos como eu faço para quitar e quanto custa?

henriquemonte1@hotmail.com em 17.04.2009. 10:06

Exmos. Senhores.
Gostaria de saber se tenho ainda, que fazer alguma coisa uma vez, que mandei o meu
carro para abate no dia 04-12-2008 onde tenho o Certificado de Destruição do Veiculo em
Fim de vida fui informado que não era preciso fazer mais nada mas já ouvi o contrario que
tinha que ir dar baixa dele agora não sei o que fazer. gostaria de receber um resposta obrigado.

LUCAS PIRES DE LIMA em 17.04.2009. 00:38

BOA NOITE , POR GENTILEZA GOSTARIA DE ALGUNS ESCLARECIMENTOS;
MINHA ESPOSA VENDEU O CARRO PARA UMA REVENDA ,SÓ QUE O CARRO ESTÁ FINANCIADO EM NOME DELA]]
O REVENDEDOR FICOU RESPONSAVEL DE QUANDO VENDER O CARRO TRANSFERIR E QUITAR O CARRO , FOI FEITA UMA DECLARAÇÃO EM
FEITA UMA DECLARAÇÃO EM CARTORIO , SÓ QUE ELE VENDEU A REVENDA E SUMIU, ISSO JÁ FAZEM
MAIS DE UM ANO E SEMPRE CHEGA MULTA DE OUTROS LUGARES ,SEM FALAR O NOME DE MINHA ESPOSA
QUE ESTÁ SUJO , POR QUE O BANCO LIGA QUASE TODO DIA , GOSTARIA DE SABER QUE PROVIDENCIAS
TOMAR,ESPERO SEU RETORNO.
GRATO, LUCAS.

LUCAS PIRES DE LIMA em 17.04.2009. 00:38

BOA NOITE , POR GENTILEZA GOSTARIA DE ALGUNS ESCLARECIMENTOS;
MINHA ESPOSA VENDEU O CARRO PARA UMA REVENDA ,SÓ QUE O CARRO ESTÁ FINANCIADO EM NOME DELA]]
O REVENDEDOR FICOU RESPONSAVEL DE QUANDO VENDER O CARRO TRANSFERIR E QUITAR O CARRO , FOI FEITA UMA DECLARAÇÃO EM
FEITA UMA DECLARAÇÃO EM CARTORIO , SÓ QUE ELE VENDEU A REVENDA E SUMIU, ISSO JÁ FAZEM
MAIS DE UM ANO E SEMPRE CHEGA MULTA DE OUTROS LUGARES ,SEM FALAR O NOME DE MINHA ESPOSA
QUE ESTÁ SUJO , POR QUE O BANCO LIGA QUASE TODO DIA , GOSTARIA DE SABER QUE PROVIDENCIAS
TOMAR,ESPERO SEU RETORNO.
GRATO, LUCAS.

dpot em 16.04.2009. 18:32

isso é tão bom trasar ou fuder no carro

Rui Silva em 16.04.2009. 12:43

Boa tarde,o que faço para anular o IUC,pois já não tenho o autómovel em causa desde 2004 este foi para a sucata e não me foi dado o documento de abate do autómovel esta sucata já não existe,gostava de saber como posso anular este registo ou matricula,obrigado.

Cristina em 13.04.2009. 21:38

Boa tarde,

O que fazer no caso de 1 carro ter sido dado pelo pai que, infelizmente, faleceu de repente, nunca ter sido feita a regularização do registo automóvel...

Hugo em 09.04.2009. 07:28

Bom dia, comprei carro novo há 1 ano e dei de retoma o anterior, o stand
rapidamente vendeu a retoma, findo 1 ano o carro ainda continua em meu nome
e sem seguro, e não sei de quem é. Pergunto, o stand tera que ser responsabilizado
ou não. Terei que onerar com os custos? A minha unica hipotese é requerer
a apreensão do veiculo....obrigado

Leonel Afonso Marçal dos Santos em 07.04.2009. 11:53

Tenho uma viatura que comprei através da Woodchester SFAC e que já está
paga há mais de 3 anos, mas ainda não retirei a reserva daquele empresa
porque não a consigo contactar.
Como posso fazer para retirar a reserva?

samuel em 06.04.2009. 10:35

podem prender meu carro por nao ter feito a transferencia para meu nome pois o documento esta em dia

bartyra nepomuceno lins de sousa em 05.04.2009. 22:50

ola gostaria de uma informaçao e uma ajuda por favor quando eu tinha 18 anos tinha um caminhao no meu nome que era do meu pai depois esse caminhao foi vendido hoje estou com 27 anos esse caminhao nunca saiu do meu nome e fiquei sabendo que a mais ou menos um ano esse caminhao foi multado e esta no meu nome nao lembro a placa desse caminhao e nao estou mais morado no brasil mais tenho a minha habilitaçao dai o que eu posso fazer vcs sabem algum site seguro que eu possa colocar o meu nome ou o numero da ,minha habilitaçao para que eu possa saber disso direitinho pela net por favor eu espero resposta ok bjs

Andreia Correia em 24.03.2009. 16:32

Caro senhor gostava que me pudesse ajudar com este meu caso, vendi o carro á cerca de 6 anos, a partir dai nunca mais soube dessa pessoa e carro, estou á anos tentando procurar já falei com a guarda ninguem viu nem sabe de carro, eu não sei o que fazer, visto estar no meu nome.
Obrigado

Luis em 19.03.2009. 23:54

Tenho uma questão:

Estou a querer comprar um carro cujo individuo que o possui não passou a propriedade para o seu nome, consegui falar com o individuo cuja propriedade ainda está em seu nome que me diz que já estava a pensar apreender o carro por o registo não ter sido efectuado.

Não conheço a pessoa a quem vou comprar o carro, para todos os efeitos a compra vai ser feita ao proprietário legal dado o registo ainda estar em seu nome. Se o individuo que o possui actualmente usou o carro para actividades ilicitas , por ex, quem é o responsável...para todos os efeitos, depois de o passar para o meu nome, ele nunca existiu porque passa de quem tem o registo em seu nome para mim........

Obrigado

Joao Pinto Reis em 12.03.2009. 19:52

boa tarde!
quanto tempo é necessario para um DU em nome de um stand passar para o nome do comprador?
ja comprei o carro ha mais de um mes e ainda nao tenho DU.
cumprimentos
joao reis

RAMIRO RIBEIRO em 11.03.2009. 21:25

Tinha uma toyota hiace.foi-me roubada e incendiada.Tenho uma certidao da GNR a explicar que a carrinha encontrava-se totalmente carbonisada.Tenho pago o imposto de circulação,apenas em 2008 não paguei.Será que tenho de pagar o imposto em 2009 e 2008?

Patricia Casaleiro em 11.03.2009. 15:18

Boa tarde, a minha situação é a seguinte, queria registar um veiculo em meu nome, que por enquanto esta no nome de outro titular, gostaria de saber o que fazer e quais os papéis que sao precsisos.
Obrigada

jose bastos em 09.03.2009. 00:47

Boa Noite

Tenho um veiculo classico com 26 anos que importei e matriculei a 28 de junho de 2007 ( portanto antes da alteração do imposto de circulação aumentar brutalmente)

O Facto da-se pela necessidade de matricular o veiculo quase de imediato dado o prazo que tinha ( faltavam apenas dois dias) e por tal não consegui reunir condições de requerer uma matricula de epoca. Tendo ficado com uma matricula de "letras" no meio e fundo branco ( o que é muito desvalorizador para o veiculo)

A questão é a seguinte: se eu requerer actualmente a matricula de epoca por substituição desta que o veiculo actualmente tem (e que como referi é anterior a alteração fiscal de 1 de julho de 2007) irei ser configurado no sistema ficasl actual ( de pagamento de imposto de circulação actual) ?

So para quantificar de forma explicita , o meu carro paga actualemente 50 euros de selo anual e se fosse requalificado por uma situação eventual da reemissão da matricula (caso se verifique tal situação) seria de 560 euros anuais ....

Agradeço a vossa ajuda e explicação quanto a esta minha dúvida.

Cumprimentos
Jose Bastos

maia em 07.03.2009. 22:45

entreguei um carro na pegot na compra de um novo mais tarde soube que ele andava a circular em meu nome or isso keria saber se em tantos anos que essa pessoa circulou se tenho alguma divida as finanças por falta de compra de selo sei que este ano ao comprar o meu selo me disseram que devo o selo do carro que entreguei na pegot onde a pegout me disse que se responssabilizava por todos os assuntos com esse carro e tenho um decomento escrito por eles que se responssabilizam sera que bqsta entregar esse decumento nas finanças

Albano Machado em 07.03.2009. 11:38

bom dia meus caros amigos...
eu tenho um conhecido que pussui um classico que foi dado para abate ja a bastante tempo,e eu gostava de saber se lhe posso fazer um proposta para comprar o veiculo e posso legalizar,e onde posso imformar de preços.
gostava que me respondenssem via e mail devido a nao ter dispunibilidade de vir aqui ver as respostas.o meu email e o seguinte: albano_machado@hotmail.com
os melhores cumprimentos
obrigado

Carlos Jorge em 06.03.2009. 18:44

Vendi um carro há mais de 12 anos, em princípio para abate, segundo me informaram. O carro é de 1970. O que devo fazer para que anule o registo em meu nome? Claro que é óbvio que esta viatura já não existe, e comprovativo de venda também já não o possuo. Será que tenho algo a pagar ao Estado?

Adenor Oliveira, 27-02-2009 em 27.02.2009. 21:41

Prezados Senhores,

Vendi um veiculo a uma stand em 12-2007, e até hoje não efectuaram a Transferencia de Propriedade do mesmo.
Para o meu expanto, a dois dias atras recebi um telefonema do responsavel pela stand, solititando que eu assinasce um novo modelo de Tansferencia de Propriedade, para emissão do Documento Unico, pois alegam terem vendido o tal veiculo e precisam
efectuarem a transferencia para o actual proprietário.
Nota Informativa:
Não sei ha quanto tempo o novo proprietário já ciculou com o veiculo ou se já pagou o IUC, apesar de não aparecer dividas em meu nome nas Finaças, até a presente data.
Sendo assim, pergunto. É correcto este procedimento?, no que diz respeito a assinatura do novo documento, pois na epóca da venda já havia assinado o modelo 2 (modelo antigo).

mario rocha em 27.02.2009. 21:19

boa noite antes de mais.por volta de 91/92 dei a troca um pesado para puder comprar um melhor numca mais soube nada desse carro em minha casa nunca apareçeu nada que me fizesse crer que ainda estava em meu nome , mas agora ao pagar o imposto de um ligeiro fui chamado a atençao de que ainda estava esse em meu nome -- e agora o que fazer ?

Paulo Teixeira em 25.02.2009. 10:17

Olá bom Dia!
Eu Gostaria de saber o que fazer para dar baixa de automovel que está em nome da minha irmã que faleceu.

joão lourenço em 22.02.2009. 21:47

como posso calcular o valor do imposto que terei de pagar nas finanças pela venda do meu veículo de 2005, de cilindrada 2700cc ?
obrigado
joão lourenço

Vitor Gonçalves em 17.02.2009. 15:21

Boa Tarde,
Liquidei o credito do meu carro em 2005,mas não passei o carro pro meu nome na altura.Ficou sempre em nome da credibom.Agora preciso de o por em meu nome pra vender e não sei fazer.
Será que pode ajudar-me.
Obrigada
Vitor

Maria Helena em 16.02.2009. 12:15

o meu sogro vendeu o carro á 4 meses mas continua a aparecer no site das financas em como é dele. será possivel ainda não ter sido actualizado ou o novo proprietário ainda não o modou de nome

Obrigado
Helena

Ricardo Lima em 13.02.2009. 19:09

Quero vender o meu carro que comprei com reserva há já varios anos, paguei tudo mas não me enviaram documento algum na altura. Agora fui á procura da firma e a mesma ja faliu, o que devo fazer para poder vender o carro

Elisabete Afonso em 12.02.2009. 16:26

Foi com supresa que este ano me apareceu no patrimonio um carro que tive quando completei os 18 anos (Hoje tenho 43) tive esse mini um anos +- e vendi-o. E ja na altura e porque o novo proprietario nao o pos em seu nome eu mandei apreender o dito veiculo.Contudo ja passaram duas decadas e o mini "apareceu" do nada no site das finanças e em meu nome. Neste Pais de facto passa-se as cpoisas mais estranhas...é desde os chupa cabras no mexico até aos vampiros de Portugal.

luis em 11.02.2009. 19:39

boas
tenho um carro abandonado a mais de dez anos e tenho os documentos e um vauxhall viva 1967
que devo fazer para põ lo a circular na estrada normalmente

julio cesar garcia em 08.02.2009. 15:20

vendi o carro passat renavam 422451819 placa cxb9029,reconhecido firma em cartorio, mas mesmo assim ele nao atualizou o documento do carro continua andando com o carro e as multas de transito continua vindo em meu nome.como faço para ele atualizar o documento do carro,peço apreençao do veiculo?

avelino em 05.02.2009. 18:33

Bon dia a todos vivo em frança e conto voltar para Portugal definitivamente ,conto levar para Portugal o meu carro um peugeot 407 sw 1,6 gasol e deseja saber qual é o custo para meter o carro no meu nome em Portugal como émigrante.

obrigada a todos.

António em 04.02.2009. 21:29

Sr Carlos Lopes...nao vale a pena "correr" atrás desses seus "amigos".
Perante as finanças os carros são seus e nunca deixarão de existir se
nada fizer por isso.A melhor maneira é fazer o pedido de apreensão
dos carros utilizando o site do www.automovelonline.mj.pt,utilizando a
sua senha das declaraçoes electronicas das finanças,sem passar
"cavaco" a mais ninguem!Ao fim de 6 meses as matriculas são canceladas...

Carlos Lopes em 03.02.2009. 18:25

tive tres carros que os vendi logo, os que os compraram ficaram de registar em seu nome,nao registaram e mandaram para a sucata eu me sinto responsavel por essescarros visto ser de pessoas amigas, ao final de quantos anos sem inspeçao e que deixao de existiR? para nao pagar mais nada

Agencia Moutela em 02.02.2009. 20:18

Armanda...se ainda for a tempo imprima os dois lados numa mesma folha A4 e
preencha a sua parte...abra o link abaixo
AgenciaAAMoutela
https://www.irn.mj.pt/IRN/sections/irn/a_registral/servicos-externos-docs/impressos/automovel/requerimento-de-registo/downloadFile/file/ANEXD57.pdf?nocache=1216986303.52

joao em 28.01.2009. 12:19

bom dia, eu gostava que me podesem esclarecer uma duvida que tenho?
que é esta: eu fiquei sem um veiculo por causa de nao ter conseguido pago as prestacões todas. o que devo fazer, pra nao vir a ter problemas?

Armanda F. em 26.01.2009. 23:30

Boa noite,

preciso urgentemente de uma declaração de venda automovel, pois o vendedor do veículo esta no estrangeiro e tenho de enviar uma pelo correio para o sr preencher e eu tratar do seguro.

Obrigada
Cumprimentos

Paulo em 24.01.2009. 23:12

Tenho uma dúvida, vou importar uma megane 1.5dci com 124Co2 , gostva de saber quanto vou pagar e qual o valor do "selo" imposto de circulação??
Obrigado

AgenciaAAMoutela em 24.01.2009. 22:00

Publicidade aqui não, obrigado.

Cristina F. em 22.01.2009. 16:30

Boa tarde

Comprei uma viatura nova em 16 de Setembro de 2008 e foi paga na totalidade no
acto de entrega. Foi me entregue uma guia para poder circular com a viatura
enquanto não vinha o documento único. Na semana passada tive uma operação Stop
e tive que pedir ao confessionário que me vendeu a viatura uma nova via de
circulação pois a que eu tinha já tinha caducado. Quando foi de meu espanto que verifiquei que a viatura ainda continuava em nome do stand que me tinha vendido a viatura e que o pedido
de transferência de proprietário para meu nome só foi feito em 17 de
Janeiro de 2009.

Sinto-me enganada pelo stand, o que posso fazer para exigir que a data
de transferência de viatura seja alterada e o que tenho que fazer para abrir um processo
sobre esta entidade.

Obrigado

JOAQUIM em 20.01.2009. 11:48

bom dia eu preciso de uma declaraçao ded compra e venda de veiculos ligeiro mais nao consigo isso na net so diz que a pagina expirou se poder dar outra alternativa ou atualizar a pagina aguardo resposta obrigado bom dia.

Escrever um comentário ou colocar uma dúvida

POR FAVOR leia a página toda antes de fazer perguntas que já estão respondidas no texto principal! Obrigado.

:

:

:


Em que ano é que estamos?

Por uma questão de rapidez na resposta e de poupança de espaço, considere que as minhas respostas incluem sempre os normais cumprimentos. :)

Acerca do impostosobreveiculos.info | Contacto

Todas as informações pretendem ser de leitura clara, simples e acessível, com o objectivo de constituirem um primeiro acesso à informação pretendida.
Por essa razão, poderão não ser totalmente completas ou tecnicamente exactas. No entanto, são dadas de boa fé e com base fundamentada na legislação em vigor.
Devido ao contexto e unicidade de cada caso, sempre que necessário, todas as informações deverão ser validadas por escrito junto da entidade oficial responsável.

Todos os direitos reservados - é permitida a cópia ou reutilização de partes deste sítio desde que seja atribuída a sua origem e autoria.
Política de Privacidade e de Tratamento de Dados Pessoais