O aumento do imposto sobre os automóveis

Actualização a 17 de Outubro de 2011: já estão disponíveis as tabelas e os simuladores com os valores do ISV e IUC para 2012.
Veja aqui:
Tabela Imposto Sobre Veículos (ISV) 2012
Tabela Imposto Único Circulação (IUC) 2012
Simulador que calcula as diferenças do ISV entre 2011 e 2012 para carros novos
Simulador que calcula as diferenças do ISV entre 2011 e 2012 para carros importados usados

Se está a pensar em comprar carro, seja novo ou usado, deverá fazê-lo quanto antes: o Imposto Sobre Veículos (ISV) vai, com quase certeza absoluta, aumentar em 2012.
Foi hoje (4 de Maio de 2011) divulgado o Memorando de Entendimento entre o Governo Português e o Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira (a chamada troika, composta pela Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional).

Entre as diversas medidas previstas, saliento, no que a este site diz respeito, a seguinte:

1.24. Increase excise taxes to raise at least EUR 250 million in 2012. In particular by:
i. raising car sales tax and cutting car tax exemptions;
Fonte: página 5 do Memorando de Entendimento (download do documento)

Traduzindo para português:

1.24. Aumentar os impostos especiais de consumo para recolher pelo menos 250 milhões de euros em 2012. Em particular:
i. aumentando o imposto sobre as vendas de carros e cortando as isenções no imposto automóvel;

Como se pode ler, este agravamento do imposto automóvel (Imposto Sobre Veículos) está previsto para 2012. Tem, portanto, cerca de 8 meses para comprar carro sem que o imposto aumente. Contudo, por favor tenha em atenção que o prazo é 2012 mas, o governo pode optar por aumentar os impostos mais cedo.

Para conseguir este aumento de 250 milhões em receita, serão aumentados dois impostos, o ISV e o Imposto sobre os Tabacos (IT) e, será criado um novo Imposto sobre Electricidade.
Retirarei da equação o último imposto (a criar) por desconhecer em que moldes será implementado mas, usando os dados de 2010, o ISV obteve uma receita de 809 milhões de euros e o IT (Tabaco) teve uma receita de 1428 milhões. Somando ambos, temos um total de 2237 milhões.
Se utilizarmos o mesmo peso que tiveram em 2010, em 2012, dos 250 milhões necessários, 36% deverão ser conseguidos pelo ISV, o que dá um aumento de 90 milhões na receita total. Extrapolando e considerando novamente os mesmos dados de 2010, isso quererá dizer que as taxas do ISV em 2012 terão que aumentar 11%. Como é que este aumento será distribuído nas tabelas é uma questão interessante. Não tenho acesso a dados que permitam perceber em média quanto poderá aumentar o preço final mas, considerando um automóvel que pague 1.000€ de ISV, isto significará um aumento de 110€ + IVA, ou seja, 135€.
Isto é especulação, porque há que considerar o peso do novo imposto sobre electricidade mas, também há que contar que 2010 foi um dos melhores recentes anos em vendas. Também é importante referir que a forma fiscal como a compra de carros por parte das empresas é considerada, vai mudar (de maneira a existirem menos benefícios), e isto, vai com toda a certeza pesar nas vendas.
Resumindo: é difícil neste momento adiantar números ou valores.

Assim que haja mais novidades, darei notícias sobre as possíveis alterações e actualizarei as tabelas e respectivos simuladores, fique atento.

04.05.2011. 14:42

Mauro em 20.10.2011. 17:24

Caros Leitores, ....o que o Sr.Pereira vem falar acerca do Co2 é correcto; e é mais uma forma de enganar o povo e contornar a legislação de um ou outro país da UE, com vista a satisfazer "leis ecológicas"...para inglês ver. Um absurdo total é termos em Portugal carros que pela idade já nem (selo) agora chamado IUC pagam, ou pagam reduzido. Não têm qualquer penalização de emissões Co2.....mas circulam e poluem....qual o critério nisto??? Quem não suja limpa (paga)....e quem suja NÃO LIMPA(ñ paga)???
Não adianta discutir emprego e salários....enquanto neste país o que MANDA E COMANDA não é o bom senso e a capacidade.....mas simplesmente o INTERESSE E COMPADRIO.
O problema é que são tantos a MAMAR....que quando lhes retiram a TETA, ficam logo a berrar. Já começaram a berrar e dia 24 de Novembro....vão aberrar em coro. Não deixaram alterar em 1988 e não querem deixar agora....já devem estar todos com saudades do Sócrates, com tanta gente a pensar assim...vamos parar a onde ?? ...Se em dois a três anos não reduzirem 150 000 funcionários públicos e reduzirem despesa pública(não salarial) podem FECHAR O TASCO "PORTUGAL".

Pereira em 17.10.2011. 23:21

Outro esclarecimento impõe-se; à dos consumos e CO2 que na realidade são a mesma coisa. Se quiser saber quanto co2 émite um véiculo, basta multiplicar o consumo aos 100 km por 23,5 se for gasolina ou 26,9 se for gasoleo. Exemplo: 3,5 l/100 Km resultado: (ciclo Otto)3,5*23,5=82,25 gramas de co2 por Kilometro ou (ciclo Diesel)3,5*26,9=94,15 gr co2/Km.
Em resumo as émissões de co2 são directamente proporcionais ao consumo de combusível. No meu caso tenho um Honda Jazz de 2002 cujo co2 oficial é de 129 gr/Km mas a minha média de consumo anda por volta dos 3,9 o que dá apenas 91,65 gr co2/ Km. Os valores oficiais são apenas referências. A verdadeira quantidade de co2 varia consoante o consumo.

Nuno em 17.10.2011. 22:31

arranjam qualquer coisa para ganhar dinheiro. O estado agora parece um patrão de meninas de rua. e nós somos as meninas. iva sobre gasosa já não entrego nem 1 tostão ao estado desde 2008, prefiro dar aos hermanos e pena é não poder comprar carro por lá. os mendigos pelo menos têm vergonha de pedir mas os politicos roubam e até se riem de nós.

Mauro em 17.10.2011. 21:51

Caros leitores, mais que uma questão de valores finais (custo da viatura) é importante realçar que o estado português continua a cometer irregularidades fiscais. Seja tributa em sede de IVA o próprio ISV (outro imposto). Esta matéria foi amplamente discutida, foi imposta sua alteração pela UE,reconhecido pelo estado português aquando do OE para 2010 (artigo 135º do OE), e agora vergonhosamente ARRUMADO para canto com um ARRANJO JURÍDICO, apontado um só artigo (78º) para dar aparência de legalidade na cobrança de IVA sobre ISV.
Correcto é tributar em sede de IVA todo o VALOR ACRESCENTADO pelo VENDEDOR e em proveito deste, ORA a conrança de imposto não é VALOR ACRESCENTADO.....é uma TRIBUTAÇÃO, e sendo Impostos tem que se respeitar a NEUTRALIDADE do mesmo.....todos os impostos têm que ter efeito NEUTRO, não podem influenciar as margens. Isto é uma questão de direito e justiça fiscal. Aumentem o ISV....mas não podem tributar o mesmo em sede de IVA. Só que em nome do DÉFICE já vale tudo....se a TROIKA deixa, o TJCE permite....então está claro que estes Senhores nem pela lei se deixam condicionar.....ESTAMOS A SAQUE.

Isabel Queirós em 25.08.2011. 20:49

Caro JGomes, acho que ninguém concorda, o problema é que os dados estão lançados e já não há volta a dar.
Temos todos que aprender com os erros do passado, ainda que não tenham sido cometidos por nós, e tentar dar a volta a este país que, com todos os seus defeitos, ainda é muito bom comparado com muitos outros.

Saudações automobilísticas
Isabel Queirós

importmycar.com

JGomes em 04.08.2011. 12:25

Eu concordo com os impostos, não concordo é da maneira como é feito!

Lino Marmelo em 29.07.2011. 23:41

Somos um povo absolutamente desgraçado. Só servimos para pagar impostos. Vão decorridos quase 40 anos depois do 25 de abril e estamos pior que então. Agora podemos dizer mal do Presidente mas não temos direito a nada mais a não ser satisfazer a gula desta ladroagem que fez da política profissão.

antonio peralta em 17.07.2011. 11:31

o imposto sobre a importacao de automoveis é uma vergonha em relaçao aos outros paises da U.E.
so cumprimos no que nos interessa o nosso governo é o primeiro a dar o exemplo.

Pedro Farinha em 02.06.2011. 16:43

vamos a ver se não será logo após eleições ...

jose em 19.05.2011. 12:59

vamos ter que pagar por andar, por estar parado, por ter carro, por nao ter, mesmo por ter bicicleta, por ter mulher, (contador sera preciso)numero de vezes X por X +iva +imposto de selo, +imposto se acontecer deitado, etc etc pobre pais

Silva em 17.05.2011. 15:49

Será que tenha que pagar imposto sobre o meu burro?

Fresnet em 04.05.2011. 20:18

Sempre em cima do acontecimento, muito bem!

Escrever um comentário


Por manifesta falta de tempo, não me é mais possível responder às questões colocadas, como acontecia até agora. Tenha isso em consideração quando colocar o seu comentário, obrigado.
COMENTÁRIOS COM LINGUAGEM IMPRÓPRIA SERÃO APAGADOS!

:

:

:


Em que ano é que estamos?